Buscando por: #poesia - Limpar busca
Dose de amor próprio a dor é grande, então escrevemos bobagens

Se choras antes de dormir,Eu sei que a dor te aperta,Que o tempo judia,E que a saudade maltrata o coração.Só não deixe que o medo te assuma,E que a insegurança te domine,Por conta de um fraco amor.Não deixe que torne seu sorriso efêmero,E que se agarre ao tempo,Esperando que ele cure as ferid ...
Continue Lendo

---

By: Lucas Daniel Pimenta
Category: Poetry and poems

Epílogo dos lampejos O ensaio da inexistência

As vezes, quando algo me chama para fora das quatro paredes, saio para varanda no meio de um mar negro na terra e escuto os grilos, cigarras, sapos e cães em sua orquestra sem fimMas sinto que outra coisa me chama, então acendo a luz para acariciar um ser canino e trazer chuva artificial em matos ...
Continue Lendo

---

By: Thiago Aguayo
Category: Poetry and poems

Plantio de Lua Sete junho de 2017

A lua dança ao redor do planeta azul.Amigas de longa data, elas se divertem.No entanto, há sempre um dia no mêsEm que a lua some de vez.Na sexta lua negra do ano, meu sangue desceE então junho passa a guardar em seus diasDuas lunações completas, doze de trinta.Sangue que faz com que de tudo eu ...
Continue Lendo

---

By: Milla Pereira
Category: Poetry and poems

O boneco

Sou um bonecoNão sinto nadaHá algo para sentir?Sempre me mudo, nada mudaHá algo para mudar?Vi muitas pessoasNinguém me viuTodos são importantesSou só um bonecoExisto para quê?O tempo não importaA dor também nãoO amor não importaO desejo também nãoPois sou só um bonecoQue só está aliE ...
Continue Lendo

---

By: Caiopessoaaltro .
Category: Poetry and poems

O Trem

A turba robótica caminha em transe na fila caótica que termina apática no próximo vagãoO vagão célere esmaga em êxtase a massa trôpega que aguarda sôfrega a próxima estaçãoA estação fúnebre recebe em série a turma bêbada que escapa atônita para a próxima prisão + ...
Continue Lendo

---

By: José Cintra
Category: Poetry and poems

O Medo

Mudo medo, tímida muda da vaidadeManco medo, negro manto da inérciaSurdo medo, sórdida máscara da indiferença Cego medo, fosco véu da ignorância + ...
Continue Lendo

---

By: José Cintra
Category: Poetry and poems