Notice (8): Undefined index: HTTP_ACCEPT_LANGUAGE [APP/Controller/AppController.php, line 55]
Crônica de um Congelado Ao som de: Johnny Cash - Solitary Man

Janelas, luzes e eu ali calado, no terceiro andar vivia o desacreditado. Enrolando uma faixa no dedo machucado, notou que precisava de algo para sair daquele estado. De corpo sentado no sofá empoeirado, naquela tarde cinza estava fadado, uma pedra de gelo havia me aprisionado e sentia os agouros de ...
Continue Lendo

---

By: Mazzaroti Neri
Category: Poetry and poems

Quando algo nasce

As estrelas testemunhavam aquele momento. A lua observava tudo como se admirasse os amantes que ali estavam. Eram as únicas testemunhas. A lua e milhões de estrelas. Do que ali nascia. No sorriso e no olhar se via o que palavra nenhuma parecia dizer. Aos poucos a distância se tornou ínfima ...
Continue Lendo

---

By: Alice Moraes
Category: Poetry and poems

Sonhos Subjugados

Sonhos subjugados sorrateiramente suturados silenciosamente sufocados sucessivamente sacrificados servidão social submissão surreal sujeito sem soberania sem ser, sem sol, sem sal. www.espectadora.online ...
Continue Lendo

---

By: Espectadora Online
Category: Poetry and poems

Os dias de aço e luz Capítulo 1

O mundo de Ayîvernî passou por muitas mudanças nas eras passadas. Muitos dos amados campos antigos haviam sucumbido à devastação durante e após a era dos gigantes. As próprias chamadas cinco primeiras raças -humanos, elfos, anões, fadas e orcs- tiveram sua parcela de culpa apostando em gue ...
Continue Lendo

---

By: Jonathan Tardelli
Category: Short story

desembarulhar a cabeça

Você pode Desembrulhar-se e se doar à vida, hoje. Embaralhar e ler as cartas do coração? Embarulhar a cabeça e não fazer boa escuta. É sugestão, não é regra: Desembaralhe o coração e suas cartas, Leia a vida, sim, desembrulhada. Deixe a cabeça desembarulhar. Viva e deixe viver, ...
Continue Lendo

---

By: Cleyton Wenceslau Borges
Category: Poetry and poems