Notice (8): Undefined index: HTTP_ACCEPT_LANGUAGE [APP/Controller/AppController.php, line 55]
- Em Panos Quentes

Em Panos Quentes

Font Size:

Eric do Vale 


I

Já passava das vinte horas, quando dois homens bem apresentáveis dirigiram-se até recepção e perguntaram por João Augusto. A recepcionista telefonou para o ramal dele e falou:

-Tem dois homens querendo falar com o senhor.

-Mande-os subir.

Ela fez o que ele pediu, mostrando-lhes onde ficava a sala dele. Lá chegando, sacaram suas armas e anunciaram o assalto. João Augusto abriu o cofre e entregou-lhes todo o dinheiro. Eles colocaram na sacola e saíram como se nada tivesse acontecido.

II

Era quase meio dia, quando Demóstenes a viu chegar. Cabisbaixa e de óculos escuros, ela caminhou até a sala dela, dando a impressão de que estava voltando de algum funeral. Demóstenes, então, pensou: “Melhor eu me preparar”. Não encontrando o seu celular, ela o procurou por todo o cômodo até lembrar-se de que Roberto havia sido a última pessoa presente naquela sala. Mesmo dizendo-se inocente, a situação ficou complicada para o lado dele. Na qualidade de gestor de Roberto, Demóstenes poderia ter falado com ela e a convencido a dar-lhe um voto de confiança Porém, preferiu seguir o exemplo de Poncio Pilatos.

Demóstenes achou melhor não sair para almoçar e assim que o telefone tocou, atendeu e ouviu a voz dela:

-Venha até aqui, por favor.

...

Paulo não conseguia acreditar que Magno fosse capaz de ter feito o que fez:

- Será que ele é cleptomaníaco? _ Perguntou Paulo.

- Não seja ingênuo, Paulo. As câmeras registraram o momento em que ele entrou na sala do doutor Arnaldo e abriu a carteira dele, tirando todo o dinheiro. O problema do Magno chama-se safadeza.

Dinheiro, tablete, notebook e celular, esses eram alguns dos objetos dos colaboradores que vinham desaparecendo dentro daquela empresa.

Bianca, a priori, pensou que tal atitude fosse de algum novato, mas a sua tese caiu por terra, quando soube que uma certa quantia de dinheiro foi retirada da bolsa de uma recém contratada.

Paulo colocou o seu celular para carregar, quando Magno aproximou-se dele e os dois começaram a conversar. Como tinha uma reunião marcada, despediu-se de Magno e ao voltar, reparou que o seu celular não estava mais sobre a sua mesa, onde o havia deixado. Era a segunda que, em menos de um mês, aquilo acontecia

...

Demóstenes fechou a porta e sentou-se em uma cadeira. Então, ela falou:

-Perdemos.

Quando Roberto resolveu colocar a firma na justiça, Eles sabiam que aquilo resultaria em fortes dores de cabeça. E ela continuou:

-Mas, podemos recorrer e vamos fazer isso.

Demóstenes estava ciente de que, dessa vez, não teria para onde correr.

III

- Esse Demóstenes é muito esperto! Tratou de sair de férias e viajar para não comparecer na audiência.

-E o que você queria? No lugar dele, qualquer um dia nós também faria o mesmo. Ou ele colocava-se favorável a empresa ou defendia o Roberto. Qualquer posição que o Demóstenes fosse tomar, terminaria se queimando.

-Eu não queria estar na pele dele.

-Se fosse pelo Demóstenes, deporia em favor do Roberto. Não que ele gostasse do rapaz, mas pelo bel prazer de destroná-la. O Demóstenes é louco para ocupar o cargo dela.

-Por que é que ele não fez isso, antes? O Demóstenes sabe muito dos podres dela.

-Porque ela também sabe de muita coisa que podem comprometê-lo.

...

-Todo mundo sabe que a Bianca não suporta o Victor e mesmo assim, resolveu promovê-lo.

-Depois que descobriram as safadezas do Magno, ela achou por bem promovê-lo como forma de reparação.

-Mesmo sabendo que não tinha nenhuma evidencia para incriminá-lo, a Bianca queria degolá-lo.

-Mas, quando viu a burrada que ia fazer, achou melhor aparar as arestas, o quanto antes.

- Alias, aqui, nessa empresa, as arestas tem sido aparadas com muita frequência. O Magno é um exemplo disso: em vez de o demitirem por justa causa, deram as contas dele.

-E o que é que você queria que fizessem? Se ele fosse demitido por justa causa, o Ministério do Trabalho iria querer saber os motivos e a polícia seria acionada. Tudo isso prejudicaria a imagem da instituição.  

IV

No dia seguinte, só se falava nisso, dentro da empresa. Sem falar que aqueles caras passaram pelos locais onde não foram instaladas nenhuma câmera e era curioso como eles sabiam que o João Augusto era responsável pelo departamento financeiro. A polícia e a imprensa nunca tomaram conhecimento disso.

Published at : 22-07-2016
Category : Short story