Soneto da Esperança 

-

Font Size:

A venalidade permite com que a vida seja dura.

Assim mesmo, busco não sucumbir à amargura,

crendo num remédio que cure tanta adversidade,

que insistentemente tende a impregnar a humanidade.

 

Não há motivo para esmorecer com coisas insignificantes,

sem enxergar um amanhã repleto de  opções

levando-me a crer quão à vida é importante,

dando um paço rumo as nossas realizações.

 

Se o mundo é feio e sem coração, eu não faço parte dele

compadeço daqueles que me julgam  um D. Quixote,

porque não compactuo com o pessimismo.

 

Ao contrário do que muitos, erroneamente, pensam

a felicidade da qual tanto todos nós perseguimos

encontra-se bem próxima do que pensamos.

 

Published at : invalid
Category : Poetry and poems