O tamanho do pensamento

(Ou o quanto tamanho é algo relativo)

Font Size:

Hoje minha ex-namorada, em uma das nossas primeiras conversas pós-término e à la filme romântico, me disse que penso pequeno demais. Ora, mas quem era ela para me dizer qual o tamanho do meu pensamento?!

Bem, ela era a pessoa que mais havia convivido comigo nos últimos meses. Parei por um instante. Tudo isso me fez indagar muitas coisas. Mas, logo eu, aquele que sempre teve diversos sonhos grandes? O garoto que queria ser astronauta quando criança e hoje quer ser um dos músicos mais respeitados do país? É, esse mesmo.

A verdade é que ela não estava errada. Mas, eu também não estava. E essa é a parte bizarra de tudo, nenhum de nós estava errado. A questão era a perspectiva.

Olhando pelo lado dela que, mesmo sendo mais nova que eu, já conheceu tanto do mundo inteiro, ela estava certa. Eu pensava pequeno demais inserido naquele contexto. Ora, eu? Um estudante de Cinema. Ela? Aluna de Direito. Eu que venho de uma família desestruturada e ela não. Talvez, ela soubesse algo da vida que eu ainda não sei, uma estabilidade (financeira ou emocional) que eu ainda não tenha provado.

Olhando pelo meu lado, eu também estava certo. Eu nunca fiz questão de riqueza, mas de realização. Eu que fico feliz por saber que o show no fim do mês será o meu momento de satisfação, que cada aplauso vai me render um sorriso por mais um dia. Talvez, eu conheça coisas que ela ainda não tenha experimentado. Ou me satisfaça com coisas que ela não. Como eu a disse certa vez "nunca tive estabilidade, por que iria querê-la quando chega minha hora de arriscar?".

A verdade é que todas as relações humanas são trocas e eu vejo que, talvez, eu precise mesmo me esforçar um pouquinho mais. É difícil, haverão momentos de descida nessa montanha russa, momentos que tudo ficará de cabeça pra baixo e perderei meu senso de direção, mesmo que momentaneamente. E minha querida ex, talvez tu vejas em mim o quanto os sonhos são importantes e todo aquele papo quase piegas de que se deve fazer o que se ama. 

Ela se encontrou lá, eu me encontro aqui.

Ela estava certa, eu só não enxergava pelos olhos dela.

Eu estava certo, ela só não enxergava pelos meus olhos.

Todos os dias, uma estrela morre em algum canto do universo. Estrelas muito maiores do que o sol, talvez com planetas habitados em sua órbita.

Todos os dias, ligamos a TV e vemos no jornal que alguém morreu em um acidente. 

Podem não ser eventos marcantes para você, mas certamente são para alguém. Nós só não nos colocamos a enxergar pelos olhos de quem o vive.

Obrigado, querida ex, por me fazer ver a importância de nunca enxergar tudo com os mesmos olhos cansados.

Published at : 10-10-2016
Category : Articles and Opinion