Rádio Controle

Font Size:

Cansei de falar demasiado para tentar te fazer doer na alma, pois, nada vai fazer você voltar.

Sua falta de amor, sua falta de caráter e seus dois filhos, não vão deixar você vir pra cá. - E se você vier, vai ser pra brigar. - E já estou cansado de brigar!

Nós dois erramos. - Você, com sua falta de paciência e falta de compreensão e eu, com minha obsessão maluca em te ter. 

Eu não ia saber te dar tudo o que eles te deram. - Viagens, chocolates, moto, livros... - O dinheiro no extrato acabou. - Tenho de esperar minha aposentadoria e a nota Fiscal Paulista caírem.

Só tenho dinheiro para comprar comida, pagar a TV à cabo, pagar a luz, pagar o telefone, comprar minhas bebidas e meus cigarros.

As redes sociais deixaram-me exposto demais. - A minha e a sua vida privada não existe mais. - Em um clique, sei quem te come e em um clique, você sabe o dia e a hora da minha tentativa de suicídio.

Nem sei a hora de tomar meus comprimidos, mas você sabe, se você clicar na minha foto de perfil.

Não sei até quando vou parar de me importar com o que passou. - Até porque, o passado serve como válvula de escape para me isolar. - E serve como válvula de escape para eu viver sossegado com o futuro.

Não lembro nem o que eu comi no almoço... - Vou lembrar que meu avô morreu em Março como?

Não é por ordinarice. É porque, só me importo com o passado, com as flores, com os cigarros, com a cerveja, com as drogas farmacológicas e com a lua.

Tudo desapareceu... - O tempo da calmaria não existe mais. - Pois, quando você está calmo demais, você está alienado!

E mesmo com todas nossas brigas... - Eu te amo.

Published at : 16-07-2017
Category : Poetry and poems