Notice (8): Undefined index: HTTP_ACCEPT_LANGUAGE [APP/Controller/AppController.php, line 55]
- Nação Jovem

Nação Jovem

Font Size:

[Humpf, 8 de maio de 2007. Cigarros acessos e solidão aguçada, como a visão que a gente pega]. Eu sei, que você e a Letícia não prestam e, que eu mereço alguém melhor, porém, eu não posso ser tratado como uma criança pra sempre, pois, tenho desejos de homem e confesso, que toda vez que vejo seu rosto perfeito e teus peitos, parece que o Diabo entrou em mim, pois é muito fogo que sobe em meu peito. - Me sinto como se eu fosse um anjo do céu, violado pelo pecado e mesmo, com meu corpo pegando fogo, ainda sinto vontade de continuar vivendo. - Mesmo que viver não faz o menor sentido agora. Eu me importo mais com o Cai, cai balão, como o colo, e com o carinho, mas ainda meu corpo é sedento por sexo e realmente, mãe, pode ser nojento, mas sexo é questão de saúde aqui na Terra. E peitos são mais belos que pintos. - Se eu gostasse de pintos, aí sim, eu daria um tiro na minha minha cabeça ou, cortaria minha carótida, como a Bianca fez. Eu não sou um homem bom.- Homens bons, Franciele, não se apaixonam apenas por peitos, rostos e bundas, se apaixonam pelo que a mulher é por dentro, principalmente. Mesmo sabendo que a Letícia e você são fakes, eu me entrego de corpo, alma e coração e, com todo meu amor. - E isso, me faz muito mal. - É um fogo que só apagará com teu suor. Dinheiro de tráfico de drogas, expôr um corpo lindo para playboys verem pra você não trabalhar, é nojento. - Mas mesmo assim, eu amo essa nojeira toda. Emily, ore por mim.

Published at : 14-11-2017
Category : Short story