Notice (8): Undefined index: HTTP_ACCEPT_LANGUAGE [APP/Controller/AppController.php, line 55]
- Minhas Estações

Minhas Estações

Font Size:

Sentado vislumbrava as folhas caírem, acabara o outono, chegara o inverno. Sentado vislumbrava a beleza de o amor desbotar e dar lugar ao doce da solidão. No inverno recordamos, paramos a mente. Vislumbrava a mágica de conhecer a si mesmo e maravilhar-se com isso. Necessitamos limpar as gavetas da memória, preparando-as para novas experiências. Para crescer é necessário coragem, sempre é mais fácil vivenciar a infância. Crescer é mudar, fazer escolhas, optar por caminhos e percorrer o desconhecido. Aprender que sempre será possível recomeçar. O maior sinal de coragem é viver suas escolhas com todas as vertentes possíveis angústias e alegrias. Enfrente a vida.

Sentada vislumbrava o desabrochar das flores após um intenso inverno. A beleza da primavera em suas sete cores a vontade de descolorir muitos amores. Logo após cada queda não pode deixar a esperança morrer, recobre a beleza interna e externar essa força que surge de ser você. A alegria de dentro como qualquer sentimento, assim como flores que surgem depois da hibernação, sendo possível nascer amor depois do gelo da decepção. A semente existe dentro de cada um, suas lágrimas salgadas podem regá-la fazendo germinar o fruto da sua emoção. Alegria, esperança e amor são sentimentos que impulsionam a vida. Aquilo que procura para dar sentido a sua existência estar exatamente onde germina seu belo coração.

Aninhada vislumbrava as flores darem lugares as ondas de calor. O verão revitaliza o amor, calorosamente instiga a doçura da amabilidade ao próximo. Os olhos brilham na afável estação da proximidade. Externando sua sensibilidade pelas letras escritas, vozes declamadas, sonetos rimados, felicidade declarada ao amor e amizade. A felicidade de recobrar os sonhos e os guardados sentimentos para fortalecer nos congelados momentos.

Encolhida em frente à janela vislumbrou o sol dar lugar as nuvens parciais. Repensando as atitudes, traçar as metas e a calmaria chegara trazendo o peso das palavras ditas no fervor do momento. Hora de confirmação, do amor vagaroso, do carinho estampado. Preparação para o belo branco do inverno, as flores perdem sua coloração, vem o vento balançar as estruturas emocionais. Preparando para o frio que aguarda.

O doce outono, que traz vagarosidade para o ambiente, a chama da paixão avassaladora se extingue. E o que resta são somente os verdadeiros sentimentos.

Published at : 14-01-2018
Category : Poetry and poems