Notice (8): Undefined index: HTTP_ACCEPT_LANGUAGE [APP/Controller/AppController.php, line 55]
- encontrou em seu caminho

encontrou em seu caminho

refletido no pedinte o desejo de viver mais um dia

Font Size:

Era para ser um dia comum, mas aquele jovem encontrou em seu caminho uma pessoa muito amistosa de sorriso largo, que ao abrir a boca mais se fazia um ser apequenado em meio as numerosas pessoas, era alguém contando seus problemas em troca de sensibilização e alguns trocados para que pudesse fazer a refeição do dia, tão logo caminhava disperso entre os diversos olhares de curiosidade, piedade ou desdém. Encarar as próprias dificuldades é desafiador imagine tomar emprestado ouvidos que ouçam o pedido de socorro, é estar imerso na própria sorte. Não era pra ser assim tão rude a imagem do homem, não queria ser exposto ao mundo, mas quando a necessidade gritar alto não espere diplomacia, alguns carregam a fome do pão de cada dia, outros se fartam e desperdiçam o que tem na mesa, alguns diriam que é sujar a imagem de uma cidade tão bonita, mas se esquecem que a mesma mão que estende para te dar o chão a pisar pode antagonicamente massacrar quem estiver pela frente, o destino do homem é determinado, mas o seu trajeto jamais é certo apenas improvável. Aquele jovem viu refletido no pedinte o desejo de viver mais um dia, por mais cruel que a vida seja, poderia ter pensado nas variáveis que trouxeram aquele homem aquela situação, sua atitude em pagar a refeição se deu por uma simples atitude, afinal a fome de pão é também um efeito colateral do fruto de “estado de bem-estar social”. Fazer alguma coisa implica ação, por mais fadados de problemas que cada um carregue, um olhar para o lado é sinal de que não ficamos apáticos ao que acontece ao nosso redor, arrisco dizer que arrogantes em nós mesmos construímos muros ao invés de pontes, ninguém disse que é fácil sair do automático, se queremos um lugar melhor precisamos lembrar que a sua composição se dá com pessoas, as quais deveriam no mínimo fazer o bem, sem alarde ou aplausos, porque não é pra ser fato inédito, mas uma sucessão de atos humanos dos mais diversos.

Published at : 13-03-2018
Category : Articles and Opinion