Notice (8): Undefined index: HTTP_ACCEPT_LANGUAGE [APP/Controller/AppController.php, line 55]
- Todo amor é foda

Todo amor é foda

Font Size:

Todo amor é foda. Por mais que as relações sejam efêmeras, fugazes, um breve segundo, ainda assim queremos desesperadamente viver um amor arrebatador, de tirar o fôlego. Dar aquele beijo de levantar a perninha, como no filme O diário da princesa, ou aquele abraço de Jack e Rose, que inspirou milhares de telespectadores em Titanic. Ele dói, machuca, fere, mais queremos vivê-lo em sua totalidade. Pois ele é mesmo muito foda, essa é a verdade. Todo mundo fala que não, mas quer mesmo é aquele amor de tirar a paz, de bagunçar a vida. Como um vendaval que sai levando tudo que encontra pela frente. Se não for assim, nem adianta para mim! Ninguém espera que ele seja calmo, morno, estático. A gente diz que quer um amor tranquilo, que traga paz e tranquilidade, porém é mentira! A gente quer é um amor bem foda mesmo. Mas será que todos estão preparados para ele? Para vivê-lo e senti-lo? Ou só os loucos e insanos conseguiriam lidar com ele e com seus devaneios. Os “normais” ou românticos incorrigíveis provavelmente fugiriam dele, não estariam prontos para tamanho desconcerto, para tamanha desarrumação. Eu quero viver um amor bem foda. Um amor que tire minha vida dos trilhos, que despenteie meu cabelo, que vire meu vestido do avesso, que bagunce minha casa, e deixe meu mundo de cabeça para baixo. Porque se ele não serve para isso, para que mesmo ele serve!? Se for para deixar as coisas no lugar eu mesma deixo. Se for para arrumar a vida eu mesma arrumo. Não preciso de ninguém ajeitando as coisas para mim, preciso mesmo é de alguém que desajeite tudo, tudinho mesmo.

Published at : 12-04-2018
Category : Articles and Opinion