Notice (8): Undefined index: HTTP_ACCEPT_LANGUAGE [APP/Controller/AppController.php, line 55]
User profile

Eric do Vale

Artist

Bio

Escritor e Jornalista

Posts

Arquivo Morto

Eric do Vale- Boa noite! _ Falou ela.-Boa noite. _ Respondi para não ser grosseiro.-Há quanto tempo! Tudo bem?-Sim. -Não quer conversar? Perdi a conta das vezes em que me fiz de desentendido para não conversar com ela. Lembro-me que, um dia, abri o meu e-mail pessoal, durante o expediente, e den ...
Continue Lendo

Category: Short story

Acontecimentos

Eric do Vale Tirei um rápido cochilo e acordei com o barulho da televisão, vindo da sala.-O filho dele, até agora, não está acreditando. _ Disse a minha mãe. Dirigi-me até a sala meio sonolento, onde pude ver, pela televisão, o velório daquele político que estava sendo transmitido ao ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

O Aparelho De Som

Eric do Vale Tenho uma vaga lembrança daquele aparelho de som que ficava na sala da nossa casa: era de última geração. A minha mãe sempre falava desse rádio com uma certa tristeza, porque o filho da senhora que trabalhava na nossa residência o danificou. Eu devia ter, mais ou menos, uns ...
Continue Lendo

Category: Articles and Opinion

A Anti Cinderela

Eric do ValeCecília estava certa de que aquelas rosas que haviam lhe sido entregues, naquela manhã, só podia ser de um único remetente: João Silvério. Tal convicção foi confirmada, no momento em que ela abriu o cartão que veio junto com as flores. Lisonjeada, Cecília telefonou-lhe para agr ...
Continue Lendo

Category: Short story

Emaranhados

Eric do Vale“Bem vindos, bem vindos aqui, o trem já vai partir desarmem suas tendastemos muito a descobrir” (Esse Mundo: Vange Leonel & Cilmara Bedaque)            1Naquela reunião de domingo, o ass ...
Continue Lendo

Category: Short story

A Bola Da Vez

Eric do Vale         1Aquela barulheira toda fez com que Zenóbio despertasse; era um entra e sai de guardas que não acabava mais. Pelo que pode constatar, a coisa era séria. Pudera, aquele alvoroço todo em plena duas horas da madrugada. Um guarda trouxe um rapaz, de vint ...
Continue Lendo

Category: Short story

Em Apuros

Eric do ValeAtrás da minha poltrona, sentava-se um homem, de aproximadamente quarenta anos, que conversava com uma moça. Pelo que pude ouvir, ele dizia que estava achando estranho aquela rota, pois, sendo biólogo, viajava com bastante frequência para aquela região. O biólogo tornou a falar que ...
Continue Lendo

Category: Short story

Em Panos Quentes

Eric do Vale IJá passava das vinte horas, quando dois homens bem apresentáveis dirigiram-se até recepção e perguntaram por João Augusto. A recepcionista telefonou para o ramal dele e falou:-Tem dois homens querendo falar com o senhor.-Mande-os subir.Ela fez o que ele pediu, mostrando-lhes ...
Continue Lendo

Category: Short story

Erva Daninha

Eric do ValeÉ uma dor canalhaQue te dilaceraÉ um grito que se espalhaTambém pudera(Canalha: Walter Franco) O tambor parou de girar, puxei o gatilho e senti o estalo: sem bala. Rodei, novamente, o tambor, apontei o cano para a têmpora e o resultado foi o mesmo. Não me dei por satisfeito: “Es ...
Continue Lendo

Category: Short story

Nono Mandamento

Eric  do ValeQue mulherão! Quando aquela morena de lábios carnudos deu as caras na secretaria, eu me contive, porém estava disposto a apostar alto. Fui ao encontro dela na iminência de jogar todas as minhas fichas:-Pois não, o que deseja? _ Perguntei eu.-Estou procurando o meu marido.Como ...
Continue Lendo

Category: Short story

Os Pingos Nos Is

Eric do Vale“Acabei de dar um check-upGeral na situaçãoO que me levou a relerAlice no país das Maravilhas” (Check-Up: Raul Seixas) I O tempo mostrará que isso foi mais uma coisa superestimada por mim e estou convicto disso, mesmo sabendo que tive uma parcela de culpa. Se é que tive. Era qu ...
Continue Lendo

Category: Short story

Ponto Final

Eric do Vale Ao encontro deles dirigiu-se Eliseu, que foi logo dizendo:– Ainda bem que vocês chegaram!– Eliseu Simões? _ Perguntou um dos homens.– Sou eu mesmo. Podemos ir?Ele se deixou algemar e ser conduzido até a viatura, antes mesmo de receber voz de prisão. Todo mundo, naquele mo ...
Continue Lendo

Category: Articles and Opinion

Um Passo Ao Retrocesso

Eric do Vale Puxar o gatilho era a única coisa que, agora, eu pensava em fazer, antes de tomar a primeira dose de conhaque em um bar, situado a dois quarteirões da minha casa. Não me lembro de tê-la ouvido antes e acho que nem a conhecia, mas o refrão dessa música do Cazuza não saía da ...
Continue Lendo

Category: Short story

De Olho No Lance

Eric do Vale “Esse é o nosso mundoO que é demais nunca é o bastanteE a primeira vez é sempre a última chance.”(Teatro Dos Vampiros- Renato Russo, Dado Villa- Lobos e Marcelo Bonfá)Acompanhado de dois amigos, um homem e uma mulher, ele nem olhou para mim ou, talvez, fingiu que não me ...
Continue Lendo

Category: Short story

Acerto De Contas

Eric do Vale “Não se afobe, nãoQue nada é pra jáO amor não tem pressaEle pode esperar.”(Chico Buarque. Futuros Amantes)Apesar de não tê-la excluído, achou conveniente não procurá-la. Ligar pra quê? Ela não iria atender e, mesmo que atendesse, qual desculpa daria? Quando se conhe ...
Continue Lendo

Category: Short story

Do Outro Lado da Linha

Eric do ValeEm transe ficou doutor Navarro, após atender ao telefone. Desligou-o num rompante, assim que a esposa apareceu. Curiosa, ela indagou:- Quem era?- Engano.Mal chegou no seu consultório, no dia seguinte, perguntou a sua secretária:-Alguém me procurou?- Não, doutor.-Ninguém?- Ninguém. ...
Continue Lendo

Category: Short story

Subconsciente

Eric do ValeEra bastante comum, no final da sessão, o meu analista perguntar-me se, durante a semana, eu tivesse algum sonho que gostaria de compartilhá-lo. A minha resposta, naqueles três anos de analise, sempre foi não. Depois que recebi alta, ficou combinado de que eu poderia procurá-lo, cas ...
Continue Lendo

Category: Articles and Opinion

A Vida Real(Parte 2)

Eric do Vale Com seis anos de idade, eu estava naquela fase de querer saber de tudo-Quem é George Bush? _ Perguntei para a minha mãe.-É o presidente dos Estados Unidos.-Onde mora?-Nos Estados Unidos. Naquela ocasião, fui descobrindo, aos poucos, o que era a morte. A minha mãe, sempre que s ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

A Vida Real

Eric do ValeEncontrava-me na biblioteca do colégio, durante o intervalo, folheando uma revista e me surpreendi com a seguinte informação: “John Wayne:1907- 1979””. Aquilo permitiu com que eu regredisse cinco anos. Entretido com o programa de televisão, o apresentador perguntou: “Qual é ...
Continue Lendo

Category: Articles and Opinion

Para Todos Os Gostos

Eric do Vale Eu tinha sete anos de idade, quando assisti, no telejornal, a matéria sobre o dia de finados que falava sobre a visita aos "moradores ilustres" do cemitério do Caju, no Rio de Janeiro. Dentre os quais: Paulo Sérgio e Noel Rosa. -Quem foi Paulo Sérgio? _ Perguntei para o meu pai. -F ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Afasta De Mim Esse Cálice

“Foi um sonho medonho,Desses que, às vezes,A gente sonha e baba na fronhaE se urina toda e já não tem paz.”(Chico Buarque: Não Sonho Mais) Aquelas últimas palavras, durante muito tempo, perseguiram o meu subconsciente: “Um dia, terei o desprazer de ficar cara a cara com você.”. Seria ...
Continue Lendo

Category: None

Outra História (Tudo Novo De Novo)

Eric do ValeO mesmo nome e a mesma data de aniversário; seria pura coincidência, se não fosse um detalhe: a diferença de idade. Quando me lembro dos momentos em que passamos juntos, faço das minhas as palavras do Belchior: “Na parede da memória, esta lembrança é o quadro que dói mais”. ...
Continue Lendo

Category: Short story

Acerto De Contas

                                                             Eric do Vale    Não se afobe, não Que nada é pra já O amor não tem pressa Ele pode esperar.                                                                      ...
Continue Lendo

Category: Short story

Antes Que Me Esqueçam...

                                                                                “Me deixem, bicho acuado                                                                              Por um inimigo imaginário       ...
Continue Lendo

Category: Short story

Caleidoscópios

                                                              Você pensa que eu estou sempre afim,                                                             tome atitude, se um de nós                                  ...
Continue Lendo

Category: Short story

De Outros Carnavais

                                                      “Um telefonema bastaria                                                 Passaria a limpo a vida inteira.”                                        (Humberto Gessinger: Vida ...
Continue Lendo

Category: Short story

Do Outro Lado da Linha 

 Em transe ficou doutor Navarro, após atender ao telefone. Desligou-o num rompante, assim que a esposa apareceu. Curiosa, ela indagou:- Quem era?- Engano.Mal chegou no seu consultório, no dia seguinte, perguntou a sua secretária:-Alguém me procurou?- Não, doutor.-Ninguém?- Ninguém. - Ningu ...
Continue Lendo

Category: Short story

Category: None

E-Mail De Um Ex-Funcionário 

                                                                                           "Não se ocupa com nada                                                              além de um certo interesse pessoal, a saber, v ...
Continue Lendo

Category: Short story

 Indesejável Encontro

                                                                                                                                       -O que é que há? Você está aí ...
Continue Lendo

Category: Short story

O Pivete 

À medida que várias luzes refletiram nas minhas retinas, senti uma espetada no meu braço seguido de um apagão. Parecia que haviam injetado um litro de morfina em mim. Passado o efeito da anestesia, dei-me conta de que fui parar em um quarto de hospital devido a uma bala que se alojou no peito. M ...
Continue Lendo

Category: Short story

* O Segredo do Falecido

  Após a abertura do testamento do doutor Raul, Mauro, seu advogado, disse:-Antes de morrer o doutor Raul me contou um segredo de suma importância. Sendo que eu só posso revelá-lo daqui há três anos.-Mas por quê?_Perguntou Marcelo, filho de Raul.-Ordens do seu pai, que além de meu cliente, ...
Continue Lendo

Category: Short story

O Zoológico

                                                                                            " Um grande circo com inúmeras pessoas                                                                                 ...
Continue Lendo

Category: Short story

Pega- Ladrão 

                                               “Bati uma carteira pra pagar o meu pivô                                                 Sorri cheio de dentes para o meu amor                                           Ela nem lig ...
Continue Lendo

Category: Short story

Pisando Em Ovos

                                                                       “Falo assim sem saudade,                                                                        Falo assim por saber                           ...
Continue Lendo

Category: Short story

Sem Sentido 

 Trajada de negro e com as orelhas sortidas de alfinetes, ao meu encontro, aquela figura veio, quando eu me direcionava rumo ao ponto de ônibus. Embora ele me parecesse familiar, optei em não encará-lo, porque receei de que pensasse que eu estivesse fazendo caso de sua esdrúxula aparência. Cer ...
Continue Lendo

Category: Short story

Category: None

Category: None

Sua Cabeça É O Seu Guia

 Naquela segunda-feira, cheguei cedo, como de costume, ao trabalho. Acendi as luzes da  sala e percebendo que a secretária estava se dirigindo à copa para passar o café, fui até uma padaria, próxima da firma, para comprar uns sonhos e pães de queijo. Quando voltei, perguntei ao vi ...
Continue Lendo

Category: Short story

Um Roteiro de Cinema 

                                           “Tava queimando na estrada                                            Ao sol do meio-dia                                        E, de repente, o rádio tocou                       ...
Continue Lendo

Category: Short story

Category: None

Category: None

Decurso Do Tempo

Desencadeou-se um inexplicável sentimento, logo que me convenci a trocar de óculos. Comparado aos demais, esses apresentaram maior longevidade, sete anos! Um devaneio? Talvez. A sua “aposentadoria” simbolizou o epílogo dessa história, além do desfecho daquela semana.O ser humano, segundo um ...
Continue Lendo

Category: Short story

1º de Maio de 1994

Parecia mais um diae melhor seria,se fossemais um dia. Domingo,feriado,dia do trabalho. Quem diriaque aquela vez haveria  de sera derradeira? Ver o Sennaentrando em cenaseria, outra vez,uma alegria, se não fosseaquele dia.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

7X4

Gula, avareza, soberba, luxuria, preguiça, ira e invejaterra,fogo, água, ardomingo, segunda, terça, quarta, quinta, sexta,sábadoJohn, Paul, George e Ringo.   Sete mares, sete planetasSete notas, sete cores. Os quatro cavaleiros do apocalipseAs quatro estações e os quatro trevos. A sete pa ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

A Composição de um Soneto

 A partir do momento em que apreciei a tua beleza,pelos labirintos das palavras eu me desnorteeina iminência de conceber os quartetos e tercetosdeste que vem a ser um, tanto quanto, modesto soneto. A luz e a treva que simultaneamente lhe rodeiamencantaram a sua presença, que ao decantar-tenão e ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

A Saga

Após um dia fatigante,encanta-me a tua presençae concluo que se eu me chamasse Dante,diria: “Finalmente, eu te encontrei, Beatriz” no paraíso padeceriacom destino a um final Feliz! ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

A Sinergia de Uma Estética 

                                                                   Se tu te chamasses Rosa, certo eu estariaque esta roseira muito além desse jardimemana a esperança de um prospero amanhãao qual perdida encontrava-se nesses confins. Pode não ser esse o seu nome ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Altos e Baixos 

 Tal e qual os heróis das matinês,a busca por Beatrizcorresponde a um final felizda novela seis. Em Dante incorporado,entra em cartazo espetáculo por ele roteirizado. A montanha do purgatório pontifica o céu e o infernono curso dessa jornada ao qualum capitulo novo dessa epopeiavem a ser red ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Category: None

Azul

A cor do céu é o sangueque corre nas veiasda realeza e norteiaa plebe, contrastando comas telas de Picasso.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Caça(dor)

 No lugar de caçador,a caça parte para a caçadana busca do seu caçador.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Carpen Dien 

Conversamos,quando, antes, nem nos conhecíamos a troca de telefones, resultou em um telefonemae um encontro,para o dia seguinte,marcamos. Ainda ontem não passávamos de dois estranhoshoje aqui estamos melhor nos conhecendo,quando, agora, logo, nos correspondemos. Tal e qual o tempo, curta é a ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Catarse 

Um dilúvio de uma lagrimaé o alivio de um tormentoem que o pranto se tornao principal sinal de manifestaçãode um sentimento expressado em qualquer momento.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

De Braços Cruzados 

Noticias corremInflação galopaimpostos aumentame os preços sobem. Verbas desviadascidades alagadaspopulação desabrigada. Vemos, ouvimos, lemos e acompanhamosaté nos conformarmos,quando, outrora, nos indignávamos.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Em Nome de Uma Causa

                                                          Para Castro Alves   O senso de igualdadee fraternidade encontram-senas ruas da cidade, ondeas minorias constituemuma maioria  na esperançade que, um dia, tenhamvalidade os seus dire ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Em Sintonia

Plutarco diz quenavegar é necessário,Petrarca afirmae Pessoa realça:“Navegar é preciso”,mas Camõesé quem paga o pato. Tudo fica mais Claro,de algum lugarou no fim do mundo,tornando mais VIVOum “OI”pelo WhatsApp,Twitter e Facebook.Portanto, navegar torna-se uma necessidade.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Espectros 

 Fantasmas não existemE se eles não existemPor que criá-los? Já que eles não mais vão despertar,Por que incomodar os mortos,Em vez de deixá-los repousar ? Fantasmas não existem!Então, pra que criá-los?Se fantasmas não existemPor que criá-los?   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Fim De Jogo?

Alguém, não sei quem e nem quero sabermandou  dizer que o jogo acabousó porque alguém falou:“O JOGO ACABOU”. Trave, bola fora, bandeirada finale lançados são os dadosde acordo com o apito inicial. Na virada do jogo,o primeiro passo é um passedado para uma nova jogada.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Finda Semana 

Agora, no entardecer desta sexta-feira,as horas que transcorrem na semanadesaceleram os passos, ao passo queansiamos seu fim, o desfecho da semana. Os raios matinais, quando nascentes,de uma segunda-feira, em conformidadeestarão com a contagem regressiva,emergente no decorrer dos dias. O instante ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Gata Boneca 

 Se miasse, certeza teriade que se tratasse de uma gata,mas gata não fala!Porém, toda mulher na sua aura femininapossui um quê de felina. Quem disse que bonecas não falam?Também, não precisa,pois o sorriso estampadoneste semblante de porcelanacorresponde a todo esse seu significado. ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Gilda

Não vejo o porquê de me dar ao trabalhoprocurando-a em Buenos Aires,se, aqui mesmo, eu já a encontrei. Jamais ouvi falar de um homemque por ela não se sentisse tentadoou de uma mulher que não a tenha imitado.  Sendo referência para toda mulher,não sei de onde tiraram a ideiaem agregá-la a ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Investida 

 Até me arriscariaem dizer que você“é um colírio para os meus olhos”,mas tão insosso seria,que nem mesmo um canastrãoa esse papelão se sujeitaria.  De bobeira estava,quando te encontreie antes que eu dissessequalquer baboseira, sobre você perguntei. Sem muita cerimônia,  você fo ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

La Femme Fatale

Define-se, então, como pecaminosoalgo correspondente a charmosomas um pecado, certamente, seria,se esse teu charme eu não apreciasse. Quando vestida nestes curtos trajes,é  na Jeniffer Lopez que eu te vejoe dessa maneira, me vem o desejode situar-me na pele do Bocage. O cruzar de suas pernas s ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Meiguice

O dia de hoje já valeupor causa do “Olá” que você me deu. Assim eu digo,logo você exclama:“Sempre cortês comigo!”. Minha educaçãoé um fruto de vocêcomigo ter tamanha atenção.  Se não fosse essa cortesiareceio que impossívelseria escrever-te essa poesia.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Menina Luz 

De modo mui simplificado, eu versejoneste alfarrábio que, deveras, mereceriao ar de sua graça ao qual conclamamos,conforme todos nós te apreciamos. Vejo a couraça deste corpo femininoe peço a Deus que a luz que te iluminareflita sobre a terra assombrada pela trevaconservando,então, tal aura d ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Musa De Um Trovador

 Se me fosse concedida a honrariade atender pelo nome de Dirceu,é bem certo que eu me deleitariano esmero deste mero versejar. Invento de clamar por Maríliae simplifico esse meu decantoentoando pelos quatro ventosser o mar que faltava na minha ilha. Julgo não passar de uma miragem,quando, toma ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Musa Inspiradora 

                         Se teu nome consiste no verbo renascero espelho que reflete a sua belezaremete na tamanha grandezao significado da palavra viver. Escassos são todos os adjetivospara galantear alguém que sinonímia a belezafazendo jus que “A Vida É Bela”. Por isso,de  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Na Corda Bamba

Enfrente os percalçosolhando para a frentee para  evitar um passo em falso,dê um passo a frente. Olhe para frentee dê um passo a frente. Passo a passote levarãoa um passo do seu alvo.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Category: None

Na Espera 

 Espera-se que se espere algode alguém na esperança dealguém esperar por algo . Algo esperado por alguémé esperado de alguém, mas ninguémespera nada de ninguém.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Na Realidade...

  O fato é frutode um ato cujatrajetória transitana  memória em direçãoa construção de uma historiana qual prevalecea versão oficial.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

  Na Retranca

 A busca por um objetivoequivale ao combustívelque nos torna vivose se o contra-ataquedecorre de um ataque, um passo para trásvalerá, futuramente,a dois passos para frente. ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

No Calçadão de Copacabana

Na cidade do Rio de Janeiro,em prosa e em versosob a ótica desse mineironunca foi tão  bem retratadoo nosso povo brasileiro . No calçadão de Copacabana, tinha um poetatinha um poeta no calçadão de Copacabana. Sentado em um banco de cimento,milhares de passantesfeito o passar do tempo,diari ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Category: None

No Mesmo Barco

Jamais houve sequer um dia em que dialogamosos nossos sentimentos deixamos de compartilharhavendo sempre ouvidos para nos desafogarmose até mesmo um ombro para a gente se consolar.  A complexidade de nossa cumplicidade é decorrentede um vendaval que o nosso encontro patrocinou,quando num mesmo o ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

O Ato de Contar

Vale à pena versejar,quando entre duas pessoasexiste o hábito de contar. Contam-se númerosfatos são contadoscontam-se vantagens e desvantagenssão contados meses, dias, horas. Em uma linha retaem sentidos opostoscaminham com o mesmo propósito.    ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

O Poeta de Pedra 

                                            Para João Cabral de Melo Neto  Debruçado sobre O Cão Sem Plumas,a página aberta no versodedicado ao riopelo seu próprio escultoré declamado nas margens do Capibaribe. Sem diferir dos demais,esse verso é mais um sem nenhuma ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

O Ser Poético (Na Ótica de João Cabral de Melo Neto) 

Coisas abstratas fundamentadasem linguagem concreta,de uma conversa para outra,tantos versos resultarame me levaram a crer quenem todo sentimento,colocado no papel, é poesia,como na filosofia nada estáesposado apenas no pensamento.Então, qual é a serventiado dia-a-dia,visto que  nossa amizade ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

O Sorriso Em Teu Semblante

Uma vez que o meu campo de visão alcançou-lhe com a mão sobre a face, olhando para mim,esse seu pudico sorriso, sem uma plausível razão,levaram-me com que a Narizinho eu te associasse Indescritível é a palavra que melhor adjetivao sorriso estampado em sua face, ativando o mecanismoque, de m ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

O Vermelho E O Negro

O negro incrementadoque cobre a cordeste nobre sangue,situado num corpo feminino, tornam inexistentes as palavrasdas quais, fatalmente, foge a exceçãopara adjetivar tal junção.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Ode Ao Barroco Árcade

 Após sua carta Caminha editar,recinto dos degredados tornou-se“A terra onde se plantando tudo dá”. Eis que a nossa produção intelectual,calcada no dualismo e bucolismo,teve origem no período colonial.  Reinava o antropocentrismo,entrecortando a luz e a escuridãono curso do colonialism ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Ouvindo El Dia Que Me Queiras

 Jorradas as lagrimas,o advento das adversidadespermitem com que façamos nossasas palavras do poeta: “tudo vale a pena”. Indiscutível é o preçona busca pelo que se almejasem desmerecer tamanho apreço. Se amargo é o gosto da derrotainsípido são aqueles queantes de darem o primeiro pass ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Para Algum Lugar 

 Avistei-a na plataforma, quando o embarque foi anunciadoo azul de sua blusa permitiu-me recordar de uma cançãoque cantarolei, conforme a sua imagem eu alcancei e sensato eu achei trabalhar a minha imaginação. Sem eira e nem beira, zarpou a Maria Fumaçaos verdes correntes registrados pelas m ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Pé Na Estrada

 A lugar nenhumparte-se do principiode um ponto de partidapara algum lugar. Tal e qual Shanechegando ao vilarejo,qualquer umfaz às vezes de forasteiroabrindo as portas do Saloon. De um lugar para outroOn The Road Sem destinorumo a lugar nenhum.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Pendência

 Devo,não negoe então,eu pago. A prazoa vistajurosparcelado. Pago o quedevo e issoé o que importa.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Pessoa 

 Jaz o PessoaDe chapéu, óculos e bigodeDo café ao cais de LisboaEnquanto demais pessoasDeclamam seus versos, sonetos e odesOutrora decantados por sua pessoa Seja Alberto, Ricardo, Álvaro...Dentre tantas pessoasVocê, Pessoa, eis um só.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Ponteiros 

 No presente momento,fala-se em futurosem fazer ideiade que hojejá é amanhã. Conforme deixamostudo para depois,sequer atentamosque logo maistornou-se agora.    ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Ponto Zero 

A Terra gira,sábio é o tempoe Deus é pai. Damos o primeiro passo,quando nada é por acasoe ao acaso delegamos. O ponto zero é o porto seguroem direção a um incerto futuro.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Primeiro Verso

Sou uma alma que espanta o malTeu som de um ventoE um canto de um pássaroVelocidade de um coraçãoSou uma alma que vaga pelos quatro cantos do mundoFeita dos quatro elementosPois quando é vencidaDesaparece como uma espada. ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Próximo Assalto

 Lona! Aqui vou eua nocaute para beijar-te,saboreando esse amargorigual a dor física e moral. Soado o gongo,parto com um cruzadoe recebo um. Lona!1,2,3...lá vamos nósoutra vez.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

(Re) Lapso 

 Ao passo que lapidadoo lapso equivalenteao primeiro passo dado,possivelmente, equivaleráa um possível  relapso.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Semana Santa 

Semana santasanta semanauma semana santauma santa semana ! Orarrepousar,sofrermeditar,morrerressuscitarse beatificare santo tornar-se Vida Nova!Nova Vida! Lavar a almalavação de pésmalhação do Judas. Uma santa Semana Santa!  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Sob Pressão

 Será possível que só se consiga estudar,porque os seus pais ameaçam te castigar,caso de ano você não conseguir passar? Há precisão que o chefe ou patrãofaça pressão em te demitir  paraque assim, você possa melhor fluir? Será possível que para entendera melhor forma de proceder,a p ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Soneto da Esperança 

A venalidade permite com que a vida seja dura.Assim mesmo, busco não sucumbir à amargura,crendo num remédio que cure tanta adversidade,que insistentemente tende a impregnar a humanidade. Não há motivo para esmorecer com coisas insignificantes,sem enxergar um amanhã repleto de  opçõeslevand ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Teu Olhar

Nada vejo nesses olhos, senão um olharque quando me  olha,nada fala,mas tudo dizsomente por esse olhar.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Uma Obra de Arte 

                                           Enquanto muitos tentam decifrar o sorriso de Monalisa, outros nem percebem uma singela beleza feminina,que espontaneamente permeia o centro das nossas retinaspara assim, admitirmos o quanto ela nos magnetiza.              ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Uma Sereia

 A lenda da Iara e a história de Arielderam asas a imaginação para aquelesque,diante do altar, e de pés juntosum dia juraramterem sido encantados pelos seus cantos. Se tão próximo de nós ela se encontra,pergunto: pra que a necessidade de cruzar os sete maresou de explorar as profundezas d ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Um desejo contrariado (Dialogo de Kafka para Max Brod)

 Queime tudo!Cartas, diários,Tudo o que exprime absurdoO Castelo, O Processo, A Colônia Penal...Queime tudo! Adeus tuberculose, neuroses,Burocracia, frustraçõesHipocrisias, família(Des)afetos e tradições. Adeus Praga, Berlim, VienaDora, Felice, Julie, Milena. Eu disse: “Queime tudo!”M ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Davi Versus Golias

  Seu Oswaldo insistia em dizer que estava errado e ela rebatia: -Nada disso, seu Oswaldo. Está tudo certo. -Não tem nada certo! Eu quero o meu dinheiro, agora! Ele alterava a voz, à medida que ela o contrariava. Percebendo, através de uma janela de vidro, todo aquele burburinho, Boris saiu da ...
Continue Lendo

Category: Short story

Elvis Não Morreu

 Sem ter e nem pra quê, A Raposa E As Uvas, do Reginaldo Rossi, permeou no meu inconsciente de tal forma, que passei o dia cantarolando. Assim que deparei com uma foto de um casal dançando numa festa, instantaneamente tornei a cantar essa canção.  Formou-se uma roda em torno da pista de ...
Continue Lendo

Category: Short story

Era Uma Vez No Ministério 

      A sua antipatia permitiu que os funcionários a apelidassem de Majestade e não era raro comentarem sobre ela, durante o intervalo:- Aquele marido dela vai para o céu!- Por quê?-Você ainda pergunta? Haja saco de filó para aguentá-la! Tenho até pena dele e, digo mais, não sei o que ...
Continue Lendo

Category: Short story

*Inquérito 

 Fazia bastante tempo que Hugo investigava uma série de assassinatos em que as vítimas eram mulheres, na maioria prostitutas. No momento em que ele saia de sua sala, foi abordado por Neves:- Alguma novidade a respeito do caso que está investigando?-Nada, a não ser que já são oito o número de ...
Continue Lendo

Category: Short story

No Fio Da Navalha

 Perdi a conta das vezes em que assisti ao filme Platoon e, agora, vejo a primeira cena, em que os novatos desembarcam na base aérea do Vietnã e me coloco na pele do protagonista.  A quantidade de candidatos muito diferiu dos demais concursos que prestei: um milhão e cacetada. Nossa Senho ...
Continue Lendo

Category: Short story

O Dia D

                                                              “Todos os dias, antes de dormir                                                            Lembro e esqueço como foi o dia                                  ...
Continue Lendo

Category: Short story

O Duplo

 Virgílio abriu a gaveta do criado mudo, pegou o revólver, carregou-o e, vagarosamente e desceu as escadas. Pelo jeito, ele era a única pessoa daquela casa que acordou com o barulho. Sentindo o vulto se aproximando, acendeu a luz e deu de cara com a sua imagem e semelhança.Os dois se entreo ...
Continue Lendo

Category: Short story

**O Presente de Aniversário 

 Pedro estava insatisfeito, pois, naquela segunda-feira, não havia aparecido nenhum freguês na relojoaria dele até que, no final da tarde, uma mulher de vestido azul-claro o procurou:- Boa tarde, o que deseja? _ Perguntou Pedro.-Boa Tarde. Eu gostaria de comprar aquele relógio de ouro, quanto c ...
Continue Lendo

Category: Short story

Onde Andará O Vitório?

 É batata chamar pelo Vitório, sempre que chego. Mesmo quando isso não acontece, lá vem ele para receber um carinho e se esparramar todo no chão. Oh bicho dengoso! Chamo por ele:-Vitório!Vitório!Ele não vem, insisto mais duas vezes e nada. Procuro nos cômodos até me convencer de que ele, ...
Continue Lendo

Category: Short story

Os Pingos Nos Is

 “Acabei de dar um check-up Geral na situação O que me levou a relerAlice no país das Maravilhas” (Check-Up: Raul Seixas)   I  O tempo mostrará que isso foi mais uma coisa superestimada por mim e estou convicto disso, mesmo sabendo que tive uma parcela de culpa. Se é que tive. Era qua ...
Continue Lendo

Category: Short story

Ponto Final

             Ao encontro deles dirigiu-se Eliseu, que foi logo dizendo:– Ainda bem que vocês chegaram!– Eliseu Simões? _ Perguntou um dos homens.– Sou eu mesmo. Podemos ir?Ele se deixou algemar e ser conduzido até a viatura, antes mesmo de receber voz de prisão. Todo mundo, naq ...
Continue Lendo

Category: Short story

Síndrome de Greta Garbo  

 Era um advogado atuando ou um ator advogando? O tempo todo me fiz essa pergunta, quando o vi entrar em cena e magnetizar a plateia daquele tribunal com a sua retórica e os seus olhos verdes. Mesmo beirando meio século de vida, conservava certo valor estético. Havíamos, diversas vezes, nos enco ...
Continue Lendo

Category: Short story

Toda Família Tem...

                                                                     “Pode ir armando o coreto                                                                   E preparando aquele feijão preto                         ...
Continue Lendo

Category: Short story

Um Passo Ao Retrocesso 

 Puxar o gatilho era a única coisa que, agora, eu pensava em fazer, antes de tomar a primeira dose de conhaque em um bar, situado a dois quarteirões da minha casa. Não me lembro de tê-la ouvido antes e acho que nem a conhecia, mas o refrão dessa música do Cazuza não saía da cabeça: “ ...
Continue Lendo

Category: Short story

Um Telhado De Vidro

                                   “Alguma coisa explodiu, partindo em cacos.                                           A partir de então, tudo ainda ficou                                                mais compl ...
Continue Lendo

Category: Short story

14 de Março

                                                                Para o Poeta dos Escravos Exatamente, no dia nacional da poesiaque veio rebentar, no Estado da Bahia,o poeta dos escravos e de toda uma nação,  também remanescente de uma geração. Seja os seus v ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

24 horas 

Se existe diferença entre“boa noite e boa tarde”,não sei, não saberei enem pretendo responder, pois,a qualquer hora do dia,o desfrutar de sua companhia,representa o presenteque nenhum mortalpoderia esperare os deuses, muito menos,seriam capazes de presentear.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

A Deusa da Caça

 Se a inveja é um pecado,sou um pecador,pois invejo aqueleque se tornou presa  desta caçadora. Peco não apenas por invejar, mas também por clamar  a esfuziante belezadeste misto de deusa com de uma Princesa. Desconheço o tal felizardo,contudo reconheço:“ Fantasma, eis um homem de sorte! ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Admiração 

  Gostaria de saber por que achouque eu haveria de me espantarcom o seu bocejar? Se não fosse escritor, eu, certamente, seria um pintorpara te retratar,visto que apesar da inspiração,não encontro palavras paraexpressar a minha total admiração.    ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

A Falta 

Não sei se o perdão ainda é existentepara mim que tão ausente de ti meencontrava, mas ciência tenho de que muito sentida foi e tem sidoa sua falta a qual sinto tão sentida,que suplico o sanar deste suplício ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

A Presa

Preso a você estoue uma presa fácil sou,não havendo sentidode pensar em fugir,pois certo estareide que, logo mais,sua captura serei.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

A Tua Áurea

Dúvida nenhuma eu teriade que o poeta dos escravosnão iria perder a chancede um poema conceber paracelebrar a abolição da escravatura. Como não me chamo Castro Alvese não tenho nenhuma ambiçãode me tornar o trovador do 13 de maio,resta-me, então, a sua áurea decantar. Estou ciente de que ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Americana

Como eu ia saber que falava português?Com este seu semblante estadunidense não há quem diga que você é cearense,dai me arrisquei a falar o meu inglês. Fincados os pés no novo continente,os europeus da tarefa se encarregaramde, aqui, lançarem as suas sementes,e, tão logo, os seus frutos fl ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Ansiedade 

Não sei o que fazer, mas posso dizerque assim que te ver, este há de serum momento impar, pois não imaginaso quanto venho sonhando por essetão aguardado acontecimento. E enquanto nada disso acontece,não me resta outra coisa a fazer,a não ser esperar mais um pouco.E assim, esperar um pouco mai ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Ao Seu Lado

Há momentos em quenão vale a pena expressaros sentimentos, apenas. Se tão fácil é fazê-lo, logo é quebrado o silêncio a fim de ter a chance de  estar cada vez mais perto de você.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Apreciação

Bem que eu gostariade ter você comofonte de inspiraçãopara a minha poesia,seu retrato, todavia,quando contemplado,é a total perdição paraqualquer vocabulário.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Bela Dona

Seu fogo capilarcorresponde à morbidezdeste batom, dando o tom nos teus lábios queme conduzem a embriaguezem direção aos labirintosdo seu coração. O mais forte dos sentimentosé simbolizado pela cor de sanguedo seu traje que incendeiaas nossas almasemanadas pelas rosas.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Bem Querer 

Se bem me quer,eu te quero bem,então bem ficamosde bem com a vidae para o nosso bemsemeamos todo o bem.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Category: None

Category: None

Boas Vindas

Se me desejas “boa noite!”,logo certeza terei de quea noite há de ser boa.mas, se não é, boahá de ser, poisvindo de sua pessoasei que virão muitas coisas boas.  Depois da noite,vem o dia. Uma vez que me desejas “bom dia!”,certeza eu tenhode que a noite foi nossa! Caso contrário,mel ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Bom Dia

A alegria irradia estedia suprindo o suprasumo de um belo dia!  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Bom Dia

A alegria irradia estedia suprindo o suprasumo de um belo dia!  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Café Pequeno

Em vista de outras situações ocorridas,nada disso passou de um café pequenoe se, agora, de nada adianta remoer,é necessário, todavia, aprender comessas avinagradas gotas derramadaspara que em um próximo ou  longínquofuturo não adquiram enormes proporções.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Carochinha 

Tão humano, quanto nós é alguéma quem elevamos em um pedestale uma figura extraordinária projetamos.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Ciúme Bobo 

                Desde sempre, o estimei,sabes disso, sabes bem dissosabes muito bem, sabes dissoe muito bem até demais!  Contudo, passei a invejá-lo.Sabias disso? Não, não sabiae é melhor nem saber. Mas,como haveria de saber?   A minha inveja decorrenão do seu talento,mas quando o ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

 (Re) Começo

Muito próximo de nós                                                   encontra-se a proximidadedo novo dia que se inicia.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Contagem Regressiva 

  O desejo de estar perto de vocêtorna-se crescente,sempre que te vejo. Muito me conforta saberque mais perto do que longeencontra-se a vontadede estar com você. Como deverei proceder,quando isto acontecer?  Só estando com você para saber.    ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Da Próxima Vez

Quem sabe,talvez,da próxima vez.   Da próxima vez,quem sabe,talvez. Talvez,da próxima vez,quem sabe. Enquanto não há possibilidadede uma próxima vez,especula-se por um,quem sabe, próspero talvez.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

De Cabeça Erguida

 Caso algum remédio encontra-se em inexistência,somente uma coisa para medicar a asperezadesta tão, sempre, vil realidade: a coerência.Permitindo, assim, na conversão a madureza. Dar a mão a palmatoria e a cara para batersão os passos iniciais para quem deseja viver,presumindo-se que nada p ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Em Movimento 

Independente de vir a ser ou não um pecado,sangue, suor e lagrimas, sempre que jorradossão apenas resquícios dos atos que praticamos,e, sendo assim, vítimas deles nos tornamos. No instante em que o mundo vai girando,os tempos, constantemente, vão mudandoe, juntamente, com eles todos nós mudam ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Em Vista

Visto que os fatoste obrigam a cuidarmelhor da sua vista,me vejo na obrigaçãode, sempre que possível,indagar sobre a sua vista,na medida que melhoras,com frequência, passoa estimar e para não darna vista, te faço uma visitaem que minha investidaparte do pressuposto dena sua melhor camisolate e ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Escolha 

 Sim,Não,TalvezOu,Quem sabe,NenhumOuTodos três?    ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Esfinge

Não sou arqueólogoe longe,  muito longe estoude, algum dia,  me tornarum favorável egiptólogo,todavia almejo em me aprofundarnesta tão árdua tarefaque consiste em te decifrar,tal qual Champollion fezcom a pedra de Roseta e, quem sabe, esteinterminável apetiteconsiga dessedentar.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Faculdade de Direito

Aos bancos universitários regresseicom a finalidade de estudar Direitoe essa é a razão pela qual me inspireipara vir a compor este meu soneto. Quando foi dado o ponta pé inicial,tive a mesma sensação de um colegial,em virtude desta tão calorosa energiaque, a todo o instante, nos contagia. C ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Flor de Mulher

Vendo as suas delicadas mãosrecebendo estas rosas, penso quese fosses uma, eu, na certa, seriaum jardineiro e, então, de ti cuidaria. Sendo uma mulher e não uma flor, não há nada que me impeçade cumprir tal honrosa missão,cultivando este seu coração.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

For Ever 

Unidos somos pelo mesmo destinoao qual nos distancia, como manda o figurino: “na alegria e na tristeza, na saúde e na doença...”.Ora essa, seu vigário! Se é de sua pretensão findarcom essa ironia, faça a bondade,por obséquio, de este sino badalar.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Fortificar

 Nada acabae nem tudose acaba.Nem mesmoalgo tão fortepode acabarcom aquiloque é fortedo que tudo,muito menos,a morte.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Hoje

 Ontem é passado, portanto já passoue como o amanhã sempre é incerto,o hoje é a certeza de alguma coisa.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Jogo de Cintura

O carnaval já começou,antes mesmo de começar!Concebido o novo ano,os passos alargamos,ao passo que os percalços nos deparamos, antesdos passos ensaiarmos.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Justiça Seja Feita

Não sei se era uma sereia, mas assimque coloquei os meus olhos em você,eu me certifiquei de ser o encantoque encanta esta praia encantadora. Se a cidade é maravilhosa, aos quatro ventoseu digo: você é uma das maravilhas do mundoque, injustamente, ninguém lembrou de admirar.Por isso, aqui esto ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Labirintos

 Procura-se uma saídaem um beco sem saída,será loucura?Esses caminhos tortuosos não passam de uma grande tortura!  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Liberdade & Felicidade

                         Ao ser indagado, se estou livre.Penso em algo belo, bem similar a esse adjetivo.Então me dou conta deque a liberdadeconsiste em toda e qualquer felicidadeque se encontra ao nosso lado.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Menina Mulher

Isto vem a ser o que te torna lindaSeja o seu largo sorriso ouA sua, sempre, eterna alegriaBem que muito me contagiaE como prova de todo o meu afetoLhe chamo, encarecidamente, de Belzinha.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Misteriosa

Em face da máscara que venda  a sua face,  o seu olhar me encara e ainda que eu saiba quem você é,  mais ainda quero saber mais sobre você.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Muito Bom Dia

                      Nada é melhorpara iniciar o diatendo um bom dia!  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Na Expectativa 

Cá estou apreciando o raiar do sol, na proporção em que fico aguardandoo seu despertar,na eminência de ser testemunhado nascer de um belo dia.   Minha esperança torna-se emergente, quando,após um beijo,vejo o meu sonho se concretizar com o seu despertar.    ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

No Front de Batalha

                Brigas e jogadas, em muitas delas entrei,pelos mais variados caminhos enveredeie de cabeça em uma causa eu mergulhei. Joguei, bati, lutei, sorri, apanhei, choreie sempre que foi necessário, eu recuei. E assim, prossegui, mas nunca desistie nem mesmo os pontos, entreguei. ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Nossa História

Nenhuma frase, virgula ou linha, mesmo assim  insisto em escrever.  Quero escrever,  mas não sei o quê.  A minha ânsia de escrever emerge,  conforme penso em você. Mais do que uma inspiração,você, no curso desta trajetória,é a motivação que de algum lugar,ou lugar nenhum, há de m ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Odisseia 

O passar dos dias, tão logo pressagiaque muito mais perto do que longeencontra-se o derradeiro momentodeste interminável distanciamento.  O anseio por essa concretizaçãoimpossibilitaram-me de esmorecere então, toda a minha atençãoconcentraram-se neste alvorecer.  Passo pelo mesmo processo ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Olimpo

Tamanha é a precisão deste seu beijosuplantando de vez a falta do que dizere como senão bastasse apenas te ver,acaba por complementar esse gracejo. Sendo a minha fonte de inspiração,portanto não terei nenhuma duvidade que estará a minha disposição,caso venha necessitar de sua ajuda.  Nad ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

O Pôr do Sol 

Será um sonho?Ver o sol na palmade sua mão se pondo,será um sonho? Prefiro que seja,porém quando acordar,quero desejarvocê ao meu ladopara o nascer do sol contemplarmos. ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

O Vinho Da Noite

 O vinho que te esquentapermite com que eu te dediqueuma poesia, na proporção queme apoquenta o desejodesta sua companhia. Não sei como expressara imensidão desta emoçãode contigo desfrutardesse momento tão singular!  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Os Pés No Chão 

Tão fácil de sentir, mas difícil de definirsó mesmo vivendo para, quem sabe,tentar entendê-lo. Se o medo de sofrertanto te atenta, por que não tentar viver? Entre ser realista e para o amor se fechar,prefiro me entregar a esse sentimento,mesmo ciente da dor que possa causardo que, depois, ter ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Ponto Fraco

Pisar no calo,cutucar a feridae atingir o Ego.O ponto fraco,quando atingido,é seguido pelamente e o coração.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Por Uma Causa 

De corpo e alma, permitimos nos entregarem alguma coisa que tenha sentido de crerque aquele caminho vale a pena se atirarde cabeça a fim de uma causa defender. Por mais que seja a realidade tão durae dela todos só saibamos reclamar,o desejo de um mundo ideal perdurana mente daquele que, sempre, ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

PT Saudações

Se quer tanto saberqual é a minha pretensão,responderei com todo prazer:muito quero te dar atenção. A fim de te agradar,fujo da vida rotineiraem direção a arte de versejar. Entre uma companheiradeste incerto caminhoou uma leitora de minhaarteira poesia, opto por uma musa inspiradora. Caso ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Puzzle 

            Na proporção em que correm os dias,anseia a vontade de o enigma decifrar,quando uma peça se consegue montar,emergindo, assim, a sensação de alegria. E para que isso, realmente, aconteça,é muito importante no objetivo focar,seja qual quebra-cabeça for montarque consiste em ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Quem Cuida Tem 

Visto que o amanhã sempre é incerto, dê assistência para quem tantolhe preza não tratando com descasoou desprezando todo o afetoque lhe é depositado, caso nãoqueira abrir uma concorrência.       ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Quimera

Só consigo ver a cena do encontro que me pede para descrever.  Vinho tinto rosas vermelhas e uma boa companhia. Nada posso prometer,  mas ver o seu sorriso e desfrutar da sua presença para mim é um grande prazer.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Resposta

O que tenho feito? Tamanha simplicidade,Que não vejo motivo para não te responder:lutado, penado e, especialmente, tendo peitopara, sempre que possível, enfrentar os ditosgigantescos moinhos que nunca cessam emdilacerar meu coração sem, contudo, jamaisperder a fé no esplendor que tal qual a fa ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Sem Resposta

A inexistência de alguma precisãopara encontrar uma plausível razãoe te classificar como uma perdição,só existem para aquelas perguntasabortadas, conforme são geradas.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Seu Dia

Hoje, nesse mesmo dia,foi que eu me lembreide ser, hoje, o seu diae então, não titubeeiem devotar os maiscristalinos votosde um sortido nirvanacuja infinidade,a todo instante, emana.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Sétimo Pecado

Seja por ira, usuraou qualquer agruramal aventuradossão aqueles que,em vão, ofuscama luz do seu próximo!  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Sua Chegada

Feito aqueles dois que,ansiosamente, aguardampela chegada de Godot,cá estou te aguardando. A tensão não é a únicasensação que me atenta,na proporção que tentonão olhar o calendárioe as horas não contar. Sem saber o que fazer,penso como o Pedro Pedreiroe fico aqui “esperando,esperando ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Teorema

A minha reclusão,neste tempo corrente,decorre da precisãode uma caneta ou lápisempunhar e no papeldescarregar todasas minhas precisõesas quais, creio eu,hei de encontraralguma resolução.    ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Um Detalhe 

Fazer diferente Faz a diferença Faz a diferença Fazer diferente Faz diferença?  Fazer diferente? Faço a diferença Faço diferente Faça a diferença.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Uns e Outros

Uns nascem com tudo,outros sem nadae há aquelescom tão pouco.Contudo, cada umcom sua história,nem sempre tão tristes,tão pouco sortidasde glórias.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Vida Nova 

                            Chegaste de braços dadoscom o ano novo, no momentoem que veio a chuva para lhe saudar. Que venha! Que venha!Que venha a chuva!Que venha o novo ano!Que venham! Que este diluvio diluatodas estas lacunase verdeja as esperanças adquiridas,nos tempos de ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Vossa Alteza 

Muito certo de que seria inevitávelnão vir a te chamar de princesa, mas reconheço que é incomparávelcom a do seu homônimo tal beleza. A realidade não é um conto de fadase mesmo circunscrita da nobreza,descarto qualquer motivo para piadaa respeito de torná-la minha alteza. Canalizados tod ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Votos

            Bom, ótimo e, muito mais, atédo que um excelente dia ao qual costumeiramente venho te desejar,encontro-me, sempre que necessário,na expectativa de te ver chegarna iminência da paz reinar.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Wertherismo Bovarista 

Tiro o meu timea fim de lançaruma nova jogada. Em outro gramado jogareie em outro Estado habitarei. Caso nada disso te satisfaça,só conheço um único jeito:arsênico ou uma bala no peito?  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Altanaria 

 Respondi à sua indagação dizendo que o homem descendia dos macacos, no entanto o professor falou que eu estava errado, porque Charles Darwin jamais defendeu essa tese. Sendo assim, explicou que o naturalista inglês alegava que as espécies eram oriundas de seres primitivos e finalizou:- Jornal ...
Continue Lendo

Category: Short story

Cabelo Em Ovo

   Já passava um pouco mais das dez horas da noite, quando Robson telefonou para Luiza informando de que estava com a lista de presença dos alunos dela, esquecida na sala dos professores. Não a encontrando e havendo precisão de chegar pontualmente à academia de ginástica, seu outro empre ...
Continue Lendo

Category: Short story

Contra Fatos Não Há Argumentos  

Não pode ser! Custei a acreditar, mas era verdade. O que ele estava fazendo ali? Fiquei curiosa e pensei em chegar perto dele, porém ele não faria a mínima ideia da minha pessoa. Pudera, nunca havia me visto e eu muito menos, exceto nas fotos. Pelo jeito, ele continuava charmoso e, agora, todo n ...
Continue Lendo

Category: Short story

De Olho No Lance

                                                                                                                  “Esse é o nosso mundo                                                                     ...
Continue Lendo

Category: Short story

De Olho No Lance

                                                   “Esse é o nosso mundo                                             O que é demais nunca é o bastante                                  E a primeira vez é sempre a última chance. ...
Continue Lendo

Category: Short story

Em Campo Minado

             A última coisa que todos, naquela casa, queriam era vê-lo zangado, por isso andavam na linha em clima de terror. Sabendo que uma de suas filhas engravidara de um homem casado, não hesitou em colocá-la para fora de casa, porém voltou atrás graças à esposa que o convence ...
Continue Lendo

Category: Short story

Epílogo

                                                   Não conseguia entender                                               e procurava afastar tal ideia-                                       ...
Continue Lendo

Category: Short story

Erva Daninha

                                                                    É uma dor canalha                                                                   Que te dilacera                                           ...
Continue Lendo

Category: Short story

Get Back

                                                                         E fui andando,                                                                        voltei ao zero.                                   ...
Continue Lendo

Category: Short story

Gratificação

Neste patamar ao qual me situo e, orgulhosamente, contemplo tão bela imagem que são todos vocês me prestigiando, dou-me ao direito de perguntar: por que eu? Essa indagação permeou no meu inconsciente, a partir do momento em que aceitei o convite de vocês para regressar neste recinto. Por esse ...
Continue Lendo

Category: Short story

Lorena

 Desde que foi criada uma rede social para promover a integração dos moradores do edifício, uma pergunta não queria calar: quem era Lorena? Ninguém nunca a viu, nem mesmo os porteiros que, há mais de dez anos, trabalhavam lá, mas o fato é que, a todo momento, ela se manifestava postando v ...
Continue Lendo

Category: Short story

Nono Mandamento 

Que mulherão! Quando aquela morena de lábios carnudos deu as caras na secretaria, eu me contive, porém estava disposto a apostar alto. Fui ao encontro dela na iminência de jogar todas as minhas fichas:-Pois não, o que deseja? _ Perguntei eu.-Estou procurando o meu marido.Como eu gostaria de que ...
Continue Lendo

Category: Short story

Pá De Areia

 Ao flagrá-lo me depreciando, tive vontade de perguntar-lhe: “O que foi que eu te fiz? Por que esta aversão a mim?”. Que eu me lembre, ele jamais me deu um elogio, nem mesmo quando tirava dez na escola. Chegava em casa com o boletim na mão, louco para mostrar-lhe o meu excelente desempenho e ...
Continue Lendo

Category: Short story

Tirando De Tempo

 - Me responda esta pergunta: como é possível alguém solicitar a “amizade” do seu próximo, mesmo não escondendo a apatia que sente por esse? Durante três anos, você sempre manifestou a sua ojeriza por mim, jamais ouvi da sua boca uma palavra elogiosa a meu respeito e toda vez que eu alca ...
Continue Lendo

Category: Short story

Virando A Mesa

                                                             “Se toda hora é hora                                                                    De dar decisão                                             ...
Continue Lendo

Category: Short story

A Nova Lei Da Física

 Se os opostos se atraem,os semelhantes tambémpodem ser  atraídos,comprovando que paratoda uma regra semprehaverá alguma exceção.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Angústia 

Se para tudo existe uma solução,então me diga: como é possíveleste meu problema solucionar?Me diga: onde posso encontrarum remédio para eu me evaporar? Sim, sim eu quero mesmo sumir,me escafeder por aí e que seja,de preferência, há léguas daqui. Caso não haja nenhum remédio,o único je ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Anne Frank 

Presume-se que tamanha éa sua força, que quanto maisalto ela fala, ramalhetes sãodepositados, na proporção emque as lágrimas não cessamde serem transbordadas. Custosamente, creio que o remorsoprevaleça mais do que a gratidão,como disse aquela jovem cujajuventude foi abruptamente abreviada. ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Asserção 

Distante de mim passou o medo de arriscare mesmo assim, todos os riscos eu calculeipara que, então, pudesse de cabeça  me atirarneste pantanoso terreno e, de tal maneira, meaventurar em um meio totalmente cavernoso. Lancei a sorte sem alguma ideia fazer,se, realmente ao meu lado ela estava. Só ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Be Happy 

 Hoje, amanhã e mais tarde.Em qualquer hora do dia,sempre haverá um espaçoe uma chance para nãoapenas dizer “olá” ousobre o nosso dia indagar. Nada disso, mas simhaveremos de ter todoo tempo que for necessárioao nosso favor paraos nossos sentimentoscompartilharmos e,a todo momento,manife ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Benevolência 

                        Tendo sido chamado de amado,nada mais justo do que tal carinhoser retribuído. E ao ser chamadade amada, tal afeição passou aser encarada como uma ironia.Se amado eu sou, amada tu eise amados todos nós somos.E sendo assim, ora vivas! ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Caminhos Tortos 

Proposto o desafio, eu o aceiteie, agora, encontro-me esboçandoos versos que, eventualmente, háde se tornar um senhor poema queestará à altura da musa, justamenteaquela que esse desafio me lançou. A gagueira de Demostenes não oimpediu de cativar a todos coma sua magnifica oratória, comotamb ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Cavalo De Batalha 

Futuramente, estesvendavais aos quaisatravessamos deixarãode ser bichos papões,conforme, todos nós,hoje, encaramos.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Céu Nublado

A temperatura começa a esfriar,na medida em que estes pingosde chuva não cessam de respingar.Logo, encontramos as devidascondições para afugentar o frio,mediante o calor das emoções.      ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Corpos Celestes 

 Astrônomo não sou e nunca penseiem sê-lo e pela astronomia jamaisme interessei, mas, agora, eu façojustiça por meio desta reflexão coma finalidade de que todos os poetastomem consciência do real valor quetem essa ciência, uma vez que, tantasvezes, inspiração ela nos concedeupara a criaç ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Desfecho 

Certifico-me despertando como despertar de um novo diade que assim ele será semJamais pensar em perder a fé.Assim é o início de um novo diaao qual sabiamente já sabiaScarlett O´ Hara, dizendo queo amanhã será um outro dia.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Dia A Dia

Lá vamos nósacompanhar o amanhecerde um novo dia.E lá vamos nós, de novo! Um novo dia,uma novidade,uma nova trajetória,e uma outra história.  Assim sendo,lá vamos nós! Na hora de despertaraté sair de casa,não cessava de pensar:“Lá vamos nós”. Assim continuei,quando te encontreie ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Edição Extraordinária 

Atenção, interrompemosa programação para darmosuma importante noticia:informamos que a bruxa está solta. Isso mesmo que acabaramde ouvir: a bruxa está  solta. E agora, a bruxa está solta!A bruxa está solta, e agora?Agora, salve-se quem puder!     ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Ego 

Dotado de superpoderescapazes de colocar no chinelotodos os deuses contraponho o poeta, ao me valer do seu Poema Em Lina Reta admitindoser um Super-Homem e quem não é?Ultra, super, supra somos, mas humanos...Isso nunca! ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Esperando O Futuro

Nenhum sinal do futuroe aqui, você e eu, estamosansiosamente esperandopor ele que custa a chegar.Mais fácil seria vivenciarmos este momento presentee enquanto o futuronão chega, que talvivermos intensamenteeste tempo presente?  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Evasão

Fugir? Isso nunca!Por que fugir?Do que fugir?Fugir de quem?Pra que fugir?Fugir pra onde? Se for assim,fujamos juntos,porque, sempreque possível,terminaremosnos encontrando.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Fim Da Semana

A segunda-feira chegou e a semana mal começou,contudo iniciamos a contagem regressiva, ao passoque apressamos o passo rumo ao seu desfecho. ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Frisson 

Vinicius não viveu para te conhecernem admirar você entrando no mar,então me considero um privilegiadode me sentir magnetizado por seu“jeito de menina e esse gosto de mulher”. Ainda nem comecei a te fazertais galanteios, pois não tenhoa mínima ideia do que maisposso ter de belo para dizer. ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Futuro Do Pretérito 

Um pouco mais persistiriae, em caso de extremidade,até o chão eu me lançaria.Sim, realmente poderia. Não somente poderia, como também deveria. Agora, aqui eu não me encontrariame lamuriando e nem pensandonaquilo que realmente eu faria. Deveria insistir, insistido teriae, quiçá, a minha v ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Gana

Nada, pouco ou quase nada eu sei de vocêe ainda assim, direi que esta sua face muitomesmo me fascina e pela vida fico fascinado,em vista deste seu sorriso que reluz o sentidoda vida e traduz o melhor que ela tem, fazendojus ao grande valor que vem a ser palavra “viver”. ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Horizonte 

Sem nada a temer e tempo a perder,vou direito ao assunto e pergunto:“Você é casada ou solteira?”.Ela disse que atualmente, encontra-seem um relacionamento, a longa distância.pois esse seu “namorado” reside no futuro.Acho que ela se enganou, porque se não estouenganado, para o presente el ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Incidente

Eu me desculpo,mas você é quemse desculpa e euinsisto na culpa,quando, na verdade,ninguém teve culpae mesmo assim,trocamos desculpassem saber se realmentetivemos alguma culpa.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Intervalo

Distante estamos,no mesmo instanteque nos encontramose essa mesma distânciaé meramente um detalhepara impulsionar a vontadede unir estas duas almasque distanciados estavam.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Maria

Um nome, dois nomese quantos outros tiver,mas apenas um te identificaa qual sua essênciatambém te dignifica:justamente, aqueleque de tão popular,chega a ser santificado.Então, por que se envergonhar?Seja lá como se chame ouprefira ser chamada,para mim você háde ser denominadacomo aquela quees ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Mudanças

Com frequência, indagamos: “E agora, para onde vamos?”. Aos trancos e barrancos, com elas nos acostumamos,embora nem sempre as desejamos. Sofremos, conforme nos fortalecemose desta maneira, vivemos. As mudanças nada mais sãodo que um complementopara as nossas andanças.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Obrigado, Deus

    Deus é brasileiro?Não saberei responder,mas te direi que gratoa ele nunca deixareide ser , porque meconcedeu a graçade conhecer estamaravilha que é você.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

O Mais Tardar 

Se tudo fosse depender da cronologia,o que seria de Cartola e Saramago?O tempo cronológico é o alicercedeste imediatismo ao qual muito caracteriza este tempo vindouro. Aceleramos e sempre que possível,aceleraremos, pois, ansiosamente, buscamos algo pelo qual desejamos. Porém, nos decepcionam ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

O Trovador 

Hoje á noite, encenareio papel de seresteiroe da sacada de sua casadebaixo do sereno fareiintermináveis serenatas. Na pele de Romeu oude Cyrano de Bergeraccontemplarei a sua belezana iminência de conseguirseu coração arrebatar. Não sou nenhum atore muito distante estoude vir a ser algum cant ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Paradeiro 

 Onde estará?E por onde andará?Sem obter resposta,persisto em perguntare quanto mais eu ficosem resposta, em vãoinsisto em perguntar: Onde estará?E por onde andará? Telefono, tecloe demasiadamenteenvio torpedos ,mas, infelizmente,nenhum sinal  doseu paradeiro. Quem sabe,não seja necessár ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Paradoxo 

 Pobre daquele que julga todo aqueleque se diz ateu um pobre de espirito!Mas, muito nobre da parte daquelesaos quais se autodenominam ateus,graças a Deus! Sendo esses tornam-se os primeiros, no primeiro vendaval,a clamarem: “Ai, meu Deus!”.   ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Realidade 

Julgava não passarde um mero frutoda minha imaginação,uma realidade virtual.Mas, somente hojeeu pude constatara sua existênciaestando bem próximode você e se essaé a realidade, queseja assim, então.    ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Ressentimentos 

Tudo o que pensamosum do outro falamos,todas as farpas trocamose até mesmo nos xingamos.Todavia, o que lucramos?  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Retrato

        Assim que olheio seu retrato,não resistie pensei: “...”.Tanto pensei,que em um papeleu organizei.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Retrato

 Assim que olheio seu retrato,não resistie pensei: “...”.Tanto pensei,que em um papeleu organizei.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Sentença

 O tempo apaga tudoaquilo que se paga um tempo a pagarpara o tempo apagar  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Singular

 Nestes bilhetes versejados,encontram-se depositadostodos os sentimentos quenão tardarão para, logo mais,serem trocados, quando umprecípuo momento for iniciado.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

To Be Alone 

Estar só não é razão para se desesperar,porque sozinhos chegamos e, algum dia,todos nós sozinhos iremos e uma vez quese encontre em paz consigo, jamais faráde alguém uma pessoa totalmente solitária.  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Um Sonho Real 

 Sonhar é bome com os pés no chão,melhor ainda.Por isso, eu sonho. Sonhar é bom,mas o melhoré semeá-lo paraem realidade se transformar.        ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

A Loira

 Feito aquele soldado japonês que, durante a Segunda Guerra Mundial, permaneceu vinte e nove anos no seu posto, em uma ilha deserta, acreditando piamente que o confronto não havia acabado, eu caminhava pelas galerias e depois, voltava para o ponto de encontro na ânsia de que alguém pudesse apar ...
Continue Lendo

Category: Short story

Absolutamente Certo?

                                “Vendo bem debaixo                               Da minha barba,                        Mil coisas acontecendo                        Não é o sol do verão                        Que vai mudar   ...
Continue Lendo

Category: Short story

Aquele Sujeito

Assim que o viu chegando, não teve dúvidas e pensou: “É o Benvindo! Meu Deus do céu, ele não mudou nada! Será que ele vai me reconhecer?". Passaram- se alguns dias até tomar coragem para abordá-lo e isso aconteceu no momento em que o viu dirigindo-se para a copa, onde foi tomar um cafezin ...
Continue Lendo

Category: Short story

Até Mais

 “E antes que eu esqueça aonde estou Antes que eu esqueça aonde estou Aonde estou com a cabeça?”(Domingo: Toni Belloto & Sérgio Brito)  Se não estou enganado, a última aparição pública dele foi em 1994, durante os funerais de Richard Nixon. Meses depois, anunciou a sua condição ...
Continue Lendo

Category: Short story

Aula De Sociologia

Não invejo ninguém que seja psicólogo, porque, no meu entender, estudar os problemas alheios é algo extremamente complexo. Mesmo assim, eu me pergunto: qual é a desse cara?  No primeiro dia de aula, ele falou que lutava jiu-jitsu e vale tudo, chegando até a disputar campeonatos nacionais e e ...
Continue Lendo

Category: Short story

Balaio De Gato

                                                                              “Diga não                                                                            pra ser ouvido                            ...
Continue Lendo

Category: Short story

Cartada Final

“Ah, se eu soubesse lhe dizer O que fazer pra todo mundo ficar junto Todo mundo já estava há muito tempo.”(Petróleo do Futuro: Renato Russo & Dado Villa- Lobos) -Olá!-O que está fazendo?-Nada.-Logo vi.-O que foi?-Ontem, eu percebi que fazemos parte de mundos diferentes. Você tem os se ...
Continue Lendo

Category: Short story

De Julieta Á Lady Macbeth

Voltar para o interior ou continuar morando de favor? Sem falar na terceira alternativa: viver com o pai na companhia da atual esposa e ex-amante dele.  No entanto, a segunda opção pareceu-lhe a mais sensata, porque era praticamente nula pensar na possibilidade de ir morar com a mãe, em outro es ...
Continue Lendo

Category: Short story

Encontro Casual

 “Se você vierMe perguntar Por onde andei No tempo em que Você sonhava”(Á Palo Seco: Belchior)  Este era o espaço ao qual se referiu: um prédio amarelo e branco de quatro andares. E em frente à esse edifício localizava-se um trailer, onde, toda sexta-feira, eu me reunia com os meus am ...
Continue Lendo

Category: Short story

Entrevero

 “Ah, se eu soubesse lhe dizer qual é a sua tribo Também saberia qual é a minha Mas você também não sabe.”(Petróleo do Futuro: Renato Russo & Dado Villa-Lobos)   - Oi.- Oi, como está?-Bem. E você? - Idem.-E digo mais: está tudo às mil maravilhas!-Hum! Casou?-Não.-Ganhou na lo ...
Continue Lendo

Category: Short story

Na Hora H

 A caminho do trabalho, o rádio noticiou, em edição extraordinária, a queda de um Boeing, nas redondezas desta cidade. Não tive dúvida de que seria um dia daqueles e quando cheguei, todo mundo já estava de prontidão. Nunca conheci ninguém que não ficasse boquiaberto, sempre que digo qual ...
Continue Lendo

Category: Short story

No Encalço 

 Sequer teve tempo de dizer “ai”, assim que recebeu a azeitona, e caiu mortinho da silva. Levei três dias para me certificar de que o prazo de validade dele estava mais do que expirado. Custei bastante para encontrá-lo e quando soube onde, atualmente, morava, arquitetei, num período de trint ...
Continue Lendo

Category: Short story

Tropeço 

 Ato de tropeçar, percalços e estorvo são algumas das palavras que, segundo o pai dos burros, definem o termo tropeço. A primeira vez que assisti a Família Adams e soube que havia um personagem com esse nome, recordei-me de um conhecido que era assim chamado pelo meu pai, em virtude da elevada ...
Continue Lendo

Category: Short story

Um Tempo Remoto

 Durante aula, ouvi um colega meu dizer em alto e bom som:-Lauro Corona morreu.Ninguém deu atenção ao que ele disse. Pudera, quem ali, naquele jardim de infância, importava-se com aquilo? Acho que somente eu. Em casa, dentro do quarto, escutei o meu pai dizendo para a minha mãe:-Coronel morreu ...
Continue Lendo

Category: Short story

Contra- Replica 

                                                                                                           “Nada Acabou                                                                           Diga sim pro ...
Continue Lendo

Category: Short story

  Transfiguração 

Eric do Vale  Do outro lado da linha, perguntei:      -Está tudo bem com você?            -Sim, graças a Deus.            -Fiquei preocupado.            -Não precisava.      - Você entrou no carro e saiu, naquelas condições. Era impossível não se pre ...
Continue Lendo

Category: Short story

Na Minha Vez

Eric do Vale Você falou tudo  o que bem quis e só me restou engolir e dizer amém para nada daquilo que eu gostaria de ouvir. E quando é chegadaa minha vez de dizertudo o que, até então,não havia lhe dito,você não está afim de ouvir?  ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Golpe De Misericórdia 

Eric do Vale Eu falei para mim mesmo: “Dessa vez, você se superou.”. Tal frase já havia sido mencionada por alguém que conheço, assim que ficou a par da situação e frisou:            - Pelo jeito, você, dessa vez, conseguiu o que queria.            -Mas, eu não que ...
Continue Lendo

Category: Short story

Contrabalança

             Eric do Vale                                                                                                                       “Na Hora ‘H’                                               ...
Continue Lendo

Category: Short story

Raio X

Eric do Vale  Uma vez que colocamos a para bater, as chances de sairmos ilesos   tornam-se mínimas ou nulas. Assim, aconteceu com a Dilma Rousseff, quando delegou plenos poderes à Polícia Federal para pudessem desenvolver um trabalho investigativo que, a torto e a direita, vem descobrindo inú ...
Continue Lendo

Category: Articles and Opinion

Persona Non Grata Parte I

                          “Eu sei, o coração perdoa                             Mas não esquece à toa                                  E eu não me esqueci” (Roberto Carlos e Erasmo Carlos: Fera Ferida)   Quanto tempo, hein! Já não me recordo da ...
Continue Lendo

Category: Short story

Persona Non Grata :Parte 2         

  Sempre puxava assunto comigo querendo saber sobre a minha cidade, alegando ter uma amigo que também residia aqui. Eu sabia perfeitamente qual era a finalidade daquele diálogo, por isso desconversava. Caso desse abertura, não custaria para, dentro de alguns dias, vir de supetão e bater à port ...
Continue Lendo

Category: Short story

Category: None

Os Pingos Nos Is

                                                                       “Acabei de dar um check-up                                                                         Geral na situação                         ...
Continue Lendo

Category: Short story

Preto No Branco

  Eric do Vale                                                                                   “E vamos nós de novo                                                                                   Vamos na gango ...
Continue Lendo

Category: Short story

Intransigência

Eric do Vale     Posso até consentir que a esposa e as filhas frequentem a minha casa, mas ele não. Já deixei isso bem claro para a Marta que apesar de ser tia dele, sabe, melhor do que ninguém, que tenho as minhas razões para não aceita-lo em minha residência. Como é possível receber um ...
Continue Lendo

Category: Short story

Colcha de Retalhos 

Eric do Vale       Uma, duas, três e quantas vezes achar necessário, vou continuar ligando.  Eu tinha a absoluta certeza de que o número era esse. Agora, vendo o WhatsApp, não tenho mais dúvida. Preciso saber quem realmente é. Não sou detetive, mas quero desvendar isso. Ligo de novo e ca ...
Continue Lendo

Category: Short story

Em Panos Quentes 

  Eric do Vale                                                 I Já passava das vinte horas, quando dois homens bem apresentáveis dirigiram-se até recepção e perguntaram por João Augusto. A recepcionista telefonou para o ramal dele e falou: -Tem dois homens querendo ...
Continue Lendo

Category: Short story

C` Est Fini 

Eric do Vale  Existem perguntas que nascem sem respostas ou não merecem ser respondidas, cheguei a essa conclusão baseado na lembrança da minha primeira bicicleta. Eu tinha cinco para seis anos, quando a ganhei de presente, no Natal. Ela era toda azul que, por sinal, é a minha cor preferida. De ...
Continue Lendo

Category: Short story

C` Est Fini 

Eric do Vale  Existem perguntas que nascem sem respostas ou não merecem ser respondidas, cheguei a essa conclusão baseado na lembrança da minha primeira bicicleta. Eu tinha cinco para seis anos, quando a ganhei de presente, no Natal. Ela era toda azul que, por sinal, é a minha cor preferida. De ...
Continue Lendo

Category: Short story

A Bola Da Vez

                                    Eric do Vale   1   Aquela barulheira toda fez com que Zenóbio despertasse, era um entra e sai de guardas que não acabava mais. Pelo que pode constatar, a coisa era séria. Pudera, aquele alvoroço todo em plena duas horas da madrugada. Um g ...
Continue Lendo

Category: Short story

Um Dialogo 

  Eric do Vale       - Lembra-se de que, uma vez, eu te disse que aqui as paredes tem ouvidos? -Lembro sim, por quê? -Porque quero que continue sabendo disso. -Aconteceu alguma coisa? -Não sei, aconteceu? -Perguntei primeiro. - E porque você acha que aconteceu alguma coisa? - Pela forma c ...
Continue Lendo

Category: Short story

Morde E Assopra

Eric do Vale   O sol já nasceu e aqui vamos nós, despertando para um novo dia! Vamos que vamos! Matar mais um leão por dia!  Aproveito para dizer aos meus ouvintes que leio e respondo, sempre que posso, os e-mails, mensagens, das redes sociais, e também, as cartas que recebo.  Isso mesmo, me ...
Continue Lendo

Category: Short story

Déjà Vu 

Eric do Vale  Quando entrei no carro, o rádio tocava uma música do James Taylor: You ´ ve Got A Friend. Emendando com Goodbye Yellow Brake Road, do Elton John. Pensei naquele disco e dias antes, entrei em uma loja na esperança de encontrá-lo:-Por um acaso, vocês não tem aquela coletânea? Um ...
Continue Lendo

Category: Short story

Cizânia 

Eric do Vale  Reparo que a mesa onde costumo me reunir, na hora do almoço, com os meus colegas encontra-se, em sentido figurado, ocupada. Como há apenas uma pessoa, não vejo problema de ir até lá e esperar pelos meus colegas que chegarão, dentro de alguns minutos. Mas, prefiro almoçar só do ...
Continue Lendo

Category: Short story

                                                       Face A Face

Eric do Vale  Hoje, fazem exatamente dois anos que nos reencontramos, dois anos! Não sei se você se lembra disso, creio que não. Foi nesse dia em que você me perguntou se eu estava casado e a minha resposta foi não. Você ainda quis saber se eu tinha namorada e, novamente, a minha resposta foi ...
Continue Lendo

Category: Short story

Despedida 

  Eric do Vale     Não faço ideia de qual seja o seu ponto de vista referente a minha pessoa, mas eu sei penso sobre você. O nosso contato sempre foi muito restrito, nunca trocamos mais do que duas palavras, por quê? Jamais houve, entre nós dois, uma afinidade e acho pouco provável disso, ...
Continue Lendo

Category: Short story

Category: None

Category: None

Apenas Um Sonho No Rio (Dois Estranhos No Ninho) 

 Eric do Vale  Estávamos em janeiro e cada um, a sua maneira, procurava ali, na cidade maravilhosa, um norte. O que eu estava fazendo lá? Até hoje, me faço essa pergunta. Quem foi o cristão que teve a ideia de trazer o James Taylor?  Tudo bem que ele seja uma atração internacional, mas nã ...
Continue Lendo

Category: Short story

Uma História Kafkiana 

Eric do Vale  Quem quer que estivesse no meu lugar, não desperdiçaria o seu tempo para procurar aquela pessoa e dizer-lhe algumas verdades, visto que seria a mesma coisa de falar para uma porta. Bem que eu gostaria de ter agido assim, mas as circunstancias me levaram a tomar um rumo oposto:-O ún ...
Continue Lendo

Category: Short story

O Mesmo Filme 

Eric do Vale  Atendi o telefone, no meio de expediente, e alguém, do outro lado da linha, falou:-Alô, Rui?            -É ele, quem está falando?-Sou eu...Antes de me recuperar do susto, aquela voz continuou:-Quanto tempo, não é?- É verdade.-Quando foi mesmo a última vez que nos v ...
Continue Lendo

Category: Short story

Em Apuros 

  Eric do Vale               Por que isto aconteceu comigo? Tal pergunta, certamente, tenha sido feita pelas demais pessoas presentes naquele voo. O que me conforta é saber que nasci de novo, três vezes. Isso mesmo, eu nasci três vezes! Depois que o avião caiu, perguntei para mim me ...
Continue Lendo

Category: Short story

Despedida 2

Eric do Vale             Muitas vezes, achei por bem não te contrariar para não entrar em atrito com você. Eu, melhor do que ninguém, sei que receber críticas nunca foi o seu forte.  Bastasse alguém descordar, para você se exceder e apelar para abaixaria.            Quero q ...
Continue Lendo

Category: Short story

Gran Final 

Eric do Vale              Fechadas as cortinas, não vejo a menor necessidade de prosseguir com esta encenação barata, visto que está tudo terminado. Era sabido que, um dia, isso chegaria ao fim e agora, não me resta mais nenhuma dúvida.Desempenhei o meu papel com maestria até me d ...
Continue Lendo

Category: Short story

Labirinto Do Tempo

Eric do Vale Ela me perguntou:-Posso ver o seu caderno?Deixei-me dominar pela emoção e troquei os pés pelas mãos.Várias vezes, tentei explicar-lhe, porém ela não se convenceu. Pudera, aquela minha atitude não era motivo para ter feito o que fiz.Por mais que eu, ou quem quer que fosse, me pe ...
Continue Lendo

Category: Short story

Balzaquianas/ Cinema Noir  

Eric do Vale                                                                              I Naquela sexta-feira, após o expediente, fui até um barzinho, onde tomei umas cervejas com os meus colegas. Depois, entrei no meu carro e vaguei por aí decidido a, t ...
Continue Lendo

Category: Short story

O Passar Do Tempo

Eric do Vale   Próximo de terminar o expediente, ele veio até a sala, onde eu trabalhava, para conversar com uma colega minha. O excelente astral que reinava naquele recinto permitiu com que eu tomasse a liberdade de chamá-lo de Jarbas Passarinho, em razão dele ter o mesmo nome do ex-governad ...
Continue Lendo

Category: Short story

Cuspindo Para Cima

Eric do Vale As postagens, em uma rede social, feitas por uma amiga minha sobre o momento político ao qual todos nós estamos vivenciando permitiram com que eu fizesse uma analogia do povo brasileiro com aqueles que crucificaram Jesus Cristo.Aqueles que foram as ruas para manifestar o seu desconte ...
Continue Lendo

Category: Articles and Opinion

15 Anos (Dois Mundos)

Eric do Vale  Aparentemente, você e euCaminhávamos em sentidosTotalmente diferentes. Enquanto eu pensavaQue de tudo já sabia,Você já sabia de tudo. Mal eu sabia o queEra o mundo, você melhorO conhecia carregando-oSobre os seus ombros.    ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Fim De Papo (Assunto Encerrado)

Eric do Vale  -Precisamos conversar. -Por quê?-Não quer conversar?-Pra quê?-O que foi que deu em você?-O que foi que deu em mim? Eu é que te pergunto: o que foi que deu em você?-Por que está me tratando assim?-Assim como?-Desse jeito.-Esse é o meu jeito.Não é. Esse não é o seu jeito.- ...
Continue Lendo

Category: Short story

Venha Para A Rua E Diga “Não...”

Eric do Vale     A onda de violência somada a crise política que estamos vivendo, a situação econômica e as desigualdades sociais tornam cada vez mais crescente o sentimento de indignação que toma conta de todos nós. Minutos atrás, escutei uma música que traduz perfeitamente a situação ...
Continue Lendo

Category: Articles and Opinion

Diagnóstico  

Eric do Vale   Embriaga-se, dá vexame e, sempre que possível, arruma uma briga, seja na rua ou em casa. Acionada a polícia, o argumento é o mesmo: “Foi a cachaça”. Quando não bebe, arruma confusão do mesmo jeito. Depois que sofre uma agressão, alega padecer de problemas psicológicos ...
Continue Lendo

Category: Short story

O Cair Das Máscaras 

Eric do Vale      -Deus, melhor do que ninguém, é testemunha de todo o esforço que fiz para que nada disso acontecesse Se, agora, você está assim, imagine como eu fiquei, quando tomei conhecimento de que aquela pessoa que sempre tive como referencial fosse capaz das piores adversidades! Aque ...
Continue Lendo

Category: Short story

Eclipse 

Eric do Vale   Feito o sol e a lua,Durante um eclipse,Cá estamos nós.Após tantos desencontros,Terminamos nos encontrando.Então, o que estamos esperando?    ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Pela Última Vez

Eric do Vale    Monique quase enfartou, quando deparou-se com Sérgio dentro da dela.-Eu fugi. _ Disse Sérgio.-Percebe-se. Como foi que você entrou aqui?- Não se preocupe, ninguém me viu.-O que você quer?-Me despedir de você.Visto que Sérgio já tinha várias passagens pela polícia, Moniq ...
Continue Lendo

Category: Short story

Um Recado Aos Pessimistas

Eric do Vale  Gostaria de iniciar esta crônica fazendo das palavras do Legião Urbana as minhas: “Voltamos a viver como há dez anos atrás”. Não digo exatamente dez anos, mas, quem sabe, quinze, vinte, vinte e cinco, vinte e três, trinta anos... por aí. Inflação somado a recessão, des ...
Continue Lendo

Category: Articles and Opinion

Um Cadáver A Serviço Dos Abutres

                                            Para Mário de Andrade        Eric do Vale     Não faço ideia de quem começou a falar dele, naquele momento. Então, alguém, que também não me lembro, disse: -Cá pra nós, ele... _ Fazendo um gesto como se quisesse dizer ...
Continue Lendo

Category: Short story

Dar Um “Jeitinho”, Fora De Cogitação

Eric do Vale  Devido aos últimos acontecimentos que vêm escandalizando o cenário político nacional, nutro-me de esperanças de que, um dia, afirmaremos que foi-se o tempo em que o nosso país aplicava a “Lei Do Gerson”. A corrupção, juntamente com a crise, tornou-se, nos dias atuais, um ...
Continue Lendo

Category: Articles and Opinion

Presença 

Eric do Vale Faço das palavras do ReiE do seu amigo de féAs minhas:“Se chorei ou se sorri,O importante é queEmoções eu vivi”. E vivo todas estasEmoções e agora,Mais do que nunca,Continuo vivendoTendo você naMinha companhia.    ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Miragem 

                             (Para Ler Ouvindo Até Parece Que Foi Sonho) Eric do Vale  O tempo todo, acompanhei o refrão desta música: “Até parece que foi sonho meu”. Dizia essa frase sem parar, a medida que eu ia cantado. A primeira vez que eu a conheci, estava escutando j ...
Continue Lendo

Category: Short story

A Caminho Do Final Feliz (O Otimismo Está Em Alta)

Eric do Vale No fundo, somos todos otimistas e incluo também aqueles que se auto denominam ultra pessimistas. Apesar de termos consciência da aspereza que avida apresenta, todos possuem um quê de romantismo.Cheguei a essa conclusão, digamos que, por experiências pessoais e por isso, eu, muitas ...
Continue Lendo

Category: Articles and Opinion

Miragem II

Eric do Vale Bem que ela poderia se chamar Stella, pois eu me basearia na letra daquela canção para questionar-lhe: “Em que estrela você se escondeu? Em que sonho você vai voltar?”. Não há um dia, na minha vida, que eu deixe de pensar nela. Volta e meia, vejo as fotos dela e me pergunto: ...
Continue Lendo

Category: Short story

Odisseia De Um Escritor 

Eric do Vale  Escrever é muito bom, embora seja algo trabalhoso. Essa foi a afirmação que utilizei em uma crônica, escrita há tempos atrás, para classificar o oficio da escrita e agora, faço questão de reafirmar reforçando o seguinte: escrever é dificultoso, mas organizar um livro é dua ...
Continue Lendo

Category: Articles and Opinion

Desconforto

Eric do Vale“Não se ocupa com nada além de um certo interesse pessoal, a saber, vingar-seda angustia que lhe causo e evitar a angustia que posso vir a lhe impor no futuro.”(Franz Kafka: Uma Pequena Mulher)A) O Casal- O que é que há com você? Não diz uma palavra e fica aí de cara amarrada. ...
Continue Lendo

Category: Short story

Em Apuros

Ao meu lado, sentava-se um homem que, o tempo todo, dizia achar estranho a rota daquele nosso voo, pois, sendo biólogo, viajava com frequência para aquela região. Eu, no entanto, não prestei muita atenção no que ele falava, porque, naquele momento, estava pensando em uma outra coisa: “Tudo f ...
Continue Lendo

Category: Short story

A Busca

Eric do Vale Uma famosa atriz suicidou-se, atirando-se de um prédio. Pelo que me lembro, conforme informou o apresentador do telejornal, ela havia trabalhado em duas produções: As Panteras e Charada Em Veneza. Nunca me esqueci desse acontecimento, porque era a primeira vez, na vida, que escu ...
Continue Lendo

Category: Short story

Consciência

Eric do ValeSerá que me descobriram? Não sei. Ninguém, até agora, falou nada, por isso estou na minha e quero continuar assim. Desde ontem venho sendo tratado com frieza. Isso nunca tinha acontecido, antes! Como fui cair em tentação? Certamente, devem ter me dedurado. Por que fui fazer aquilo ...
Continue Lendo

Category: Short story

A Escolha

Eric do ValePara Natalina Philomena Assumpta Odísio de Sá & André Pontes ThéCom onze anos de idade, eu já tinha uma certa noção do que queria da vida: tornar-me engenheiro. Manifestei esse desejo em uma reunião de família e uma tia minha falou:-Engenheiro? Você não tem a menor vocaç ...
Continue Lendo

Category: Short story

Ironia Do Destino

Eric do ValeNão sou criminalista, mas peguei esta causa atendendo a um pedido de um colega meu, porque esse encontrava-se atuando em um outro processo. Na proporção em que fui estudando o caso, lembrei- me dos meus tempos de universitário, durante a aula de Direito Penal.-Acusar alguém de ass ...
Continue Lendo

Category: Short story

Tempo Real

Eric do Vale Eu estava com a cabeça repleta de preocupações, quando a avistei do outro lado da calçada. Reconheço que fui o grande responsável pelo nosso distanciamento; depois disso, chegamos a nos encontrar meio que casualmente; mas o nosso contato, como era de se esperar, passou a ser ...
Continue Lendo

Category: Short story

Reflexão

Eric do Vale Por que me tornei policial? Os filmes que eu assistia, certamente, me influenciaram a seguir essa carreira. Ficava me imaginando, um dia, prendendo um bandido e dizendo: "Você tem o direito de permanecer calado e tudo o que disser será usado contra você no tribunal ". Charles B ...
Continue Lendo

Category: Short story

Viagem

Eric do Vale a) A Ida Chamava-me a atenção o andar daquele homem: era todo desengonçado; parecia que iria cair no chão. Ele continuou cambaleando até pegar um pedaço de pau e jogá-lo na janela do ônibus, onde eu estava.- Ainda bem que não era uma pedra, porque quebraria o vidro _ Come ...
Continue Lendo

Category: Short story

Elas E Eu

Eric do Vale A minha mulher me mataria, pois associaria o nome dela a outra e o que é que eu iria dizer? Certamente, falaria: -Amor, não é essa... Tem uma outra da chamada...Então, eu me complicaria todo. Sou adepto da ideia de que há coisas que nunca devem ser ditas, nem mesmo para um pad ...
Continue Lendo

Category: Short story

Um Dia

Eric do Vale Se não for Vai serSe não foi hojeAmanhã, talvez,Outro dia, quem sabe Aqui estamos E por aí nós vamos.  + ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

De Algum Lugar Para Algum Lugar

Eric do Vale              “Eu já estou com o pé nessa estrada                 Qualquer dia a gente se vê              Sei que nada será como antes, amanhã”    &n ...
Continue Lendo

Category: Short story

O Aviãozinho De Papel

Eric do Vale Para Lívio de Carvalho Coelho ChagasNo primeiro ano, do Ensino Médio, tínhamos um professor de física cujas aulas dele eram inesquecíveis Não que ele fosse o as dessa matéria, nada disso; o que tinha de bom na física, era uma negação na língua portuguesa:-Vou dar um ixem ...
Continue Lendo

Category: Short story

O Misantropo

Eric do Vale Ouvi, pelo rádio, alguma coisa relacionada ao caso Champinha e me lembrei de que, dias antes, conversei com um ex-colega de escola sobre um cara que estudou conosco. -Aquele cara me dava arrepios! _ Disse esse meu colega.Não levei muito a sério o comentário dele e continuou:-El ...
Continue Lendo

Category: Short story

Sementes E Frutos

Eric do Vale “Sonho que se sonha sóÉ só um sonho que se sonha sóMas sonho que se sonha junto é realidade”(Preludio: Raul Seixas)Aquelas palavras nunca saíram do pensamento “Você tem que visualizar as suas conquistas. E não apenas isso, deve também deve sentir-se como se já tives ...
Continue Lendo

Category: Short story

Maus Bocados

Eric do Vale Ninguém perguntou nada, quando a viram chegando de mala e cuia, mas todos, daquela cidade, sabiam que alguma coisa tinha acontecido. Uma mulher como ela poderia ter o homem que quisesse, mas preferiu entregar-se justamente aquele sujeito. Meses depois, eles haviam se casado até e ...
Continue Lendo

Category: Short story

Incerto

Eric do Vale “Tudo em volta está desertoTudo certoTudo certo como dois e dois são cinco”(Caetano Veloso: Como 2 E 2)Desde que pegou o número do Whatsapp de Domingos, Glauce passou a enviar-lhe, com frequência, mensagens do tipo “Oi”; “Bom dia!”. Ele respondia, educadamente. De s ...
Continue Lendo

Category: Short story

Recalque

Eric do Vale - Precisamos conversar. _ Disse Minerva. Fiquei cismado com aquele tom de voz dela - Que história é essa de você enviar mensagens para a Nalva? _ Perguntou Minerva. Utilizei o mesmo argumento de outrora:-Foi engano.-Engano? Finalizei dizendo que havia pensado que aquela mensage ...
Continue Lendo

Category: Short story

O Mala

Eric do Vale Eu não tinha a menor obrigação de ajudá-lo e mesmo assim, o fiz. Por quê? A única justificativa plausível que encontrei foi esta: tenho um coração mole. Quando vi que ele tinha colado tudo da internet sem se dar ao trabalho de mudar a fonte e ler o conteúdo, pensei “Se ...
Continue Lendo

Category: Short story

Desconforto

Eric do Vale “Não se ocupa com nada além de um certo interesse pessoal, a saber, vingar-seda angustia que lhe causo e evitar a angustia que posso vir a lhe impor no futuro.”(Franz Kafka: Uma Pequena Mulher)A) O Casal- O que é que há com você? Não diz nada e fica aí com essa cara amar ...
Continue Lendo

Category: Short story

Enaltecer

A orquídea do meu orquidárioÉ a rosa da minha roseira,Flor do meu jardim Que floreia o meu diaCuja alegriaTanto me contagiaE norteia o meu caminho.O que mais poderei dizer?Digo isso e um pouco mais dissoE ainda sim, é pouco. Muito pouco.E o pouco que me faltaÉ muito para demonstrarA grandeza do ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Enaltecer II

Quantas vezesEu já te falei?Não seiOu, talvez, saiba.Já perdi a contaDe quantas vezesEu te falei queTe admiro muitoE cada vez mais Eu te admiro. Mesmo assim, Afirmo, novamente, Que fico mais aindaMaravilhado por você.  + ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Marca Registrada

Não conversamos mais do que cinco minutos e ao nos despedirmos, esse meu conhecido meu falou:-Da próxima vez...-Arrume alguém que saiba argumentar. _ Interrompi. Caímos na risada. Apesar de fazerem mais de dez anos que não nos víamos, eu tinha certeza de que ele iria dizer aquilo.Quando estuda ...
Continue Lendo

Category: Short story

Bruxa A Solta

O desejo de tirar umas merecidas férias decorria de, naquele momento, encontrar-me na metade do curso ao qual vinha me dedicando com afinco, desde o início das aulas. A medida em que eu ia estudando, emergia o desejo de que aquele semestre chegasse ao fim o mais breve possível. No finalzinho da t ...
Continue Lendo

Category: Short story

Sorte Minha

Ah se os homens soubessem!Felizes seriam todos eles Na alegria de ter uma mulherComo você!Sortudo sou eu De ter você ao meu lado! + ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Atrapalhados

Atrapalhados somos todos nós,Você e eu, que sempre nos atrapalhamos Sem nos atrapalharmos Parra demonstrar O quanto nos amamos. + ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Tempo

O tempo, Sempre o tempo!Quanto tempo!Quanto tempo?E como tudo Só depende dele,Deixemos a cargo do tempo. + ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

Lembranças

O solo do piano somado com o da bateria davam a deixa para cantar aquela canção: “Every single day i think of the times when you still mine and i´m blue”. Assim que acordei, comecei a cantá-la. Eu tinha uns nove anos, quando a ouvi pela primeira vez, em um comercial de televisão.As luzes j ...
Continue Lendo

Category: Short story

Bem Que Eu Avisei

Eric do Vale Fiquei sem chão, quando recebi, pelo telefone, aquela notícia-Falta de aviso não foi_ Disse o meu colega do outro lado da linha. Por mais que eu alertasse, sabia que estava gastando o meu vocabulário à toa.-Não faça isso, porque você vai acabar se dando muito mal. Ao tomar ...
Continue Lendo

Category: Short story

Só O Tempo

Eric do Vale “É estranho como é tristeÉ estranho como olhar pra trásÉ estranho como é estranhoEsquecer um nome.” (Extraño: Thedy Correa)Alheia a tudo, ela continua brincando, correndo e sorrindo sem fazer ideia do que está acontecendo em sua volta; enquanto todos que a cercam procur ...
Continue Lendo

Category: Short story

Um Peixe Fora D´Água

Quando encostei a cabeça no travesseiro, pensei nas provas que começariam, na semana seguinte, e então, lembrei-me de um trecho da canção O Caderno: “Sofrer nas provas bimestrais”.Relutei muito para passar uns dias na casa da minha colega: -O que eu ia fazer ali com aquele pessoal? - Você ...
Continue Lendo

Category: Short story

Sem Chão

Sabe, eu acho interessante as suas experiências de vida. Fico só ouvindo até processar tudo. -Processar tudo?-Coisa minha.-Coisa sua? Agora, você atiçou a minha curiosidade. -Curiosidade? Para com isso!-Foi você quem começou: falou de um fato e eu narrei uma situação semelhante que vivencie ...
Continue Lendo

Category: Short story

30 De Dezembro

Eric do Vale 2006Já passava da meia noite, quando liguei a televisão na eminencia de que o sono chegasse logo. A Globo, naquela ocasião, exibia O Poderoso Chefão- Parte III. Tal filme contribuiu mais ainda com a minha insônia. O tão famoso singular Plantão entrou no ar, durante os comerc ...
Continue Lendo

Category: Short story

Mão De Ferro

Eric do Vale “Você deve aprender a baixar a cabeçaE dizer sempre: ´Muito obrigadoSão palavras que ainda te deixam dizer, Por ser homem bem disciplinado´”(Gonzaguinha: Comportamento Geral) O professor perguntou:-O que Darwin pregava?-Que o homem descendia do macaco. _ Eu respondi. -E ...
Continue Lendo

Category: Short story

Pano Pra Manga

Eric do Vale Questionar a existência divina é algo que, na maioria dos casos, tende a ser tão corriqueiro quanto esdruxulo. É de praxe todo aquele que se diz ateu ou agnóstico fazer a clássica pergunta: “Deus existe?”. Aqueles que seguem alguma religião, fundamentados nas agradas esc ...
Continue Lendo

Category: Articles and Opinion

Em Panos Quentes

IJá passava das vinte horas, quando dois homens bem apresentáveis dirigiram-se até recepção e perguntaram por João Augusto. A recepcionista telefonou para o ramal dele e falou:-Tem dois homens querendo falar com o senhor.-Mande-os subir.Ela fez o que ele pediu, mostrando-lhes onde ficava a sal ...
Continue Lendo

Category: Short story

A Entrevista

Eric do Vale Para Murilo Antunes Alves Golpe De Sorte - O que é que você está me dizendo? _ Indaguei. -Isso que você acabou de ouvir.Aquilo não podia ser verdade!-Quando foi que isso aconteceu? _ Perguntei. -De madrugada. Para mim, aquilo era inaceitável! Telefonei-lhe, de tarde, e me i ...
Continue Lendo

Category: Short story

Sem Saída

Eric do ValeConvertida em bola de neve, a atual crise política que permeia este país vem adquirindo enormes proporções, resultando em uma onda de pessimismo sobre a população. A lacuna deixada por Dilma Rousseff, após o afastamento dessa da presidência da República, permitiu com o que seu s ...
Continue Lendo

Category: Articles and Opinion

Ponto Final

“Deixe em paz meu coraçãoQue ele é um pote até aqui de mágoaE qualquer desatenção, faça nãoPode ser a gota d'água.”(Chico Buarque: Gota D`Água) Ao encontro deles dirigiu-se Eliseu, que foi logo dizendo:– Ainda bem que vocês chegaram!– Eliseu Simões? _ Perguntou um dos homens.– ...
Continue Lendo

Category: Short story

As Minhas Cunhadas

Eric do Vale Para José Anselmo Souza de OliveiraDeus, melhor do que ninguém, sabe o quanto amo a minha família: esposa, filhos, genro e nora. Quanto aos demais... Refiro-me, especificamente, as minhas cunhadas, irmãs da minha esposa. Tenho pena dos maridos delas!Reinaldo, por exemplo, morr ...
Continue Lendo

Category: Short story

Um Dialogo

Eric do Vale “Bico caladoMuito cuidadoQue o homem vem aí.”(Passaredo: Chico Buarque de Holanda & Francis Hime)- Lembra-se de que, uma vez, eu te disse que aqui as paredes tem ouvidos?-Lembro sim, por quê? -Porque quero que continue sabendo disso.-Aconteceu alguma coisa? -Não sei, aco ...
Continue Lendo

Category: Short story

O Silencio (Melhor Do Que Nada)

Eric do Vale Não poderia deixar de perguntar pelo irmão dela, assim que nos vimos, pois esse tinha sido meu amigo de infância. -Ele está muito bem. _ Disse ela.- E o que ele está fazendo da vida?- Trabalha em uma xácara como caseiro. Ele é muito inteligente, tem uma bela caligrafia!Não ...
Continue Lendo

Category: Short story

A Minha “Primeira” Causa

Eric do Vale Pouco tempo depois de ter conseguido a carteirinha da OAB, alguém que eu conhecia, de longa data, telefonou-me requisitando os meus serviços.-O que posso ser útil? _ Perguntei.-Quero mover um processo contra... Eu não aguento mais! Todo dia, é esse inferno! Eu já sabia do que ...
Continue Lendo

Category: Short story

Amor- Próprio

Eric do Vale “Só sobraram restosQue eu não esqueciToda aquela pazQue eu tinha”(Meu Mundo E Nada Mias: Guilherme Arantes) IPor pouco, não cometeram um desatino. Acalmado os ânimos, era necessário dar aquilo por encerrado:-Arrume as suas coisas e vá embora daqui. O que seria mais doloro ...
Continue Lendo

Category: Short story

Nem Tudo É Aquilo Que Parece Ser

Eric do Vale Uma senhora comentou que, quando jovem, foi repreendida pela mãe, ao cantar a música Mon Amour Meu Bem Ma Femme. Só por causa da última palavra, feeme. Além de estranho, esse escarcéu, para os dias de hoje, pode ser considerado como algo engraçado, visto que tal termo não ...
Continue Lendo

Category: Articles and Opinion

Cenas Dos Próximos Capítulos

Eric do Vale A televisão estava sintonizada naquele canal, onde, dentro de alguns instantes, iria ao ar mais um capítulo daquela novela. Eis que o locutor, naquele horário, fez o seguinte comunicado: “Por motivo de força maior, hoje, será reapresentado o capítulo anterior.”. Ninguém ...
Continue Lendo

Category: Short story

Quem Viver Verá

Eric do Vale Enquanto todos acompanhavam o destino do nosso país, eu estava escutando Não Leve Flores, do Belchior. Nunca desejei tanto que a segunda-feira chegasse logo. Pra mim, aquele dia nunca existiu e se eu fosse um professor de História, teria vergonha de, no futuro, afirmar, que tal ...
Continue Lendo

Category: Short story

Tudo Outra Vez

Eric do Vale (Ao som de Por Enquanto) Fiquei fora de casa, por duas semanas: viajamos para comemorar os festejos de final de ano e quando voltamos, recebi um convite para passar as férias no interior. Naquela cidadezinha, eu me sentia um rei: estava totalmente desprendido de qua ...
Continue Lendo

Category: Short story

Bomba Relógio

Eric do Vale Tenho para mim que no período em que estudamos juntos, ele nunca foi com a minha cara; eu também não gostava muito dele e pela mesma razão: o achava um babaca. Portanto, estávamos quites. Lembro-me muito bem dele, naquela época, contando vantagem em relação a si próprio. Havia ...
Continue Lendo

Category: Short story

Ascendentes E Descendentes

Eric do Vale Tanto faz Ter um pai Duas mães Ou dois pais. Mãe sendo pai E tem pai que é uma mãe Os filhos de outrora São aqueles que, hoje, Exercem o mesmo papel Que, várias vezes, Já foi encenado Sem sequer Ser estudado. ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

C` Est Fini

Eric do Vale Existem perguntas que nascem sem respostas ou não merecem ser respondidas, cheguei a essa conclusão baseado na lembrança da minha primeira bicicleta. Eu tinha cinco para seis anos, quando a ganhei de presente, no Natal. Ela era toda azul que, por sinal, é a minha cor preferida. ...
Continue Lendo

Category: Short story

Lorena

Desde que foi criado aquele grupo, uma pergunta não queria calar: quem era Lorena? Ninguém nunca a viu; no entanto, ela manifestava-se com frequência postando vídeos pornográficos, causando perplexidade em todos. A priori, especulava-se que Lorena fosse o nome de guerra de alguém ou quem sab ...
Continue Lendo

Category: Short story

Apenas Um Sonho No Rio

Eric do Vale O ano mal havia começado e todo mundo, a sua maneira, procurava um norte. Durante uma conversa informal, alguém falou: - Quando James Taylor subiu no palco e começou a cantar uma daquelas baladinhas românticas...O público veio abaixo. Eu vi tudo pela televisão. Quem foi o ...
Continue Lendo

Category: Short story

A Caminho Da Banalização

Eric do Vale Atualmente, estamos vivendo um processo do qual, pejorativamente, defino-o como “avanço retardado” e tive consciência disso, quando vi uma postagem de uma conhecida minha, em sua rede social. Ao tomar conhecimento de que a próxima novela da Globo exibiria uma cena de beijo e ...
Continue Lendo

Category: Articles and Opinion

Desprazer

“Não se ocupa com nada além de um certo interesse pessoal, a saber, vingar-se da angustia que lhe causo e evitar a angustia que posso vir a lhe impor no futuro.” (Franz Kafka: Uma Pequena Mulher) O Casal - O que é que há com você? Não diz nada e fica aí com essa cara amarrada. ...
Continue Lendo

Category: Short story

Aos Fascistas Com Carinho

Eric do ValeNão é preciso entender a Constituição Federal para sabermos que ela nos condiciona o direito de expressarmos nossas ideias, conforme está previsto no artigo 5º. Entretanto, não há cabimento alguém defender e propagar ideias de cunho totalitário em um pais cuja carta magma deter ...
Continue Lendo

Category: Articles and Opinion