Notice (8): Undefined index: HTTP_ACCEPT_LANGUAGE [APP/Controller/AppController.php, line 55]
User profile

Rene Barbosa

Artist

Bio

Poeta ultra-romântico

Posts

DIA DE PRAIA

 Por detrás das rochasAs batidas arrítmicasDas ondas enfurecidasEmolduram a praiaAs escumas espalhadasFazem colorimetriaE na gradiente do diaEu faço a minha moradaDo encarnado Para o azulSe exibe O céu tão nuE na melancoliaDo dia se indoA noite entraÉ vespertinoRene Barbosa + ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

AUSÊNCIAS

Virgem lânguida Das tantas mortesE tantas vidasQue teus beijosMe marquem Os lábios de poetaNas chegadasE partidasQue teus prantosMe deem a audáciaDe me sentir sofrerA tua ausência forteNas noites púrpurasFugazes e amenasE que insistemEm mim morrerQue teus delíriosMe comovam a lágrimaDa v ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

MADRUGADA

Chega friaA madrugadaE amedrontadaNão desviaDeusa exaustaMelancoliaQue ontem vinhaTão apressadaA dos amantesTorturadoraE protetoraDos meliantesViscosa e densa E mal cheirosaQue era rosaE hoje imensaA madrugada É pertoTranscendentalFétidaInsanaE imoralA madrugadaRene Barbosa + ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

ÂNSIA

E de pensar,Viver e amarSonhar macio,Viver em riosEnaltecerA vida tristeDe viverCorrer, gritarDesesperarRejeitadoA navegarNo marDe soluçosTe revelarO abraço E os mistériosDo ocultoTe beijarO lábioFrioChorar tristezaEnvolta em lutoRene Barbosa  + ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

COMPOSIÇÃO

E foi na tristezaQue eu assimNum impulsoTe compusE tal comoO mar mais bonitoVerde azul enfurecidoTe compusColoquei no teu olharO calafrio madrigal E com muito amorTe compusNos teu lábiosOs néctares da naturezaPincelados encarnadosTe compusNos teus seiosTantas notas de jasmim Como aves se juntandoO ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

O ATO

Eu muito aindaFilmo as noitesNum instanteDe depressãoAs luzes da noiteSão como ruelasQue tanto confundemA minha visãoE os sons da tardeComo fios de fumaçaRodopiam, desenham eNo vento se vãoExistem agoraNa minha cabeçaMensagens de dorE culpa nas mãos E vozes que gritamQue fogemQue ficamNo cora ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

O CÉU

O céu, deus matutino,Se entristeceuE quis ficar sozinhoSe por amor?Se por delírio?Tentou fugirO matutino largoPara onde não fosseObservadoE que besteira, deus extenso!Aqui ou acoláSempre haveráNas montanhas serranasNos choros melancólicosNa curiosidade da meninaOu à beira marSempre haveráUm ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

VIDA DE POETA

Me perdoe, meu bemMas não me existeNada que te ofereçaQue não seja assim tão tristePorque o poetaPensa muito de maisE é no frio solitárioQue reencontro minha pazNão peça pra ficar,Não me veja assimComo quem soluçaPraguejando dias ruinsNão é, por fim,Uma questãoDe força, de coragemÉ qu ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

O HOMEM QUE VI

O homem que viTinha a pele negro acinzentadaTinta cal na perna castigadaE um sorriso que maltratavaO homem, qual da noiteTinha trejeitos animais,E timidez demasiadaJustificava seu silêncioO peito nuAo espreguiçar-se Era como poesiaOs braços Costas E barrigaEntre si harmonizavamEra belo o balança ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

IDEAL DE AMOR

Só silêncioE nem sequer amorQue fosse assim Tão verdadeiroComo o toqueComo o cheiroQue todo diaA gente senteMas que não fosseSó bonito se contenteQue fosse tudoE que ausenteInda fosse intensoInconsequenteE muito, e sóQue fosse amorIntimamenteForte e apalpávelQue fosse um Sonho enamo ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

CAMINHO DE CASA

Eu andoAinda tropeçandoO caminho de voltaPra minha casaOlho atentoPara o céuQue brilhaMas não encorajaO cheiroA atmosferaQue tanto me seguiamHoje subiram nas minhas costasNão como nadaBebo aguaVou pra camaQue range magoadaNem toda a vida é luzDisso eu sei, poeta!Mas as vezes é que maltrata!Ren ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems

VOZES

Existem vozes Em todos os cantosQue gritam mentiras e verdadesExistem vozes Que gritam tristezasE outras que gritam maldadeExistem vozesQue sussurram purezasE outras berrando simplicidadeExistem vozesÍntimas e as externasEm diferentes realidadesExiste uma vozUma voz assim que éInsistente em reflex ...
Continue Lendo

Category: Poetry and poems